Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018 - 09:23 (Turismo)

L
LIVRE

OFICINA VAI DEBATER POTENCIALIDADES TURÍSTICAS DO VALE DO GUAPORÉ

Para debater o potencial da região e os caminhos para alavancar o setor, serão convidados autoridades e representantes dos diversos segmentos turísticos da região como prefeitos, secretários e técnicos do governo e prefeituras; acadêmicos, estudantes secundaristas e comitivas.


Imprimir página

Com base nas reais necessidades dos setores que compõem o cenário turístico dos municípios de Seringueiras, Costa Marques, São Miguel e São Francisco do Guaporé, localizados no Vale do Guaporé de Rondônia, a Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) e a Superintendência de Turismo (Setur) promovem nos próximos dias 09 e 10, em Costa Marques, oficina para debate das potencialidades turísticas locais.

Realizada por meio da Secretaria Executiva Regional de São Francisco do Guaporé, na Escola Estadual Angelina dos Anjos, a partir das 14 horas, o evento atende a diretriz de competitividade sustentável com foco no turismo prevista no Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável (PDES), documento elaborado pelo Governo de Rondônia que aponta eixos de desenvolvimento para o estado até 2030.

Para debater o potencial da região e os caminhos para alavancar o setor, serão convidados autoridades e representantes dos diversos segmentos turísticos da região como prefeitos, secretários e técnicos do governo e prefeituras; acadêmicos, estudantes secundaristas e comitivas. Também serão incluídos empresários como proprietários de hotéis, restaurantes, agências de viagens, embarcações, entre outros. A programação inclui ainda representantes de quilombolas e famílias do Forte Príncipe da Beira.

O secretário da Sepog, George Braga, explicou que por meio da oficina será possível buscar as potencialidades turísticas de cada localidade e levantar as problemáticas que impedem o real progresso do setor em uma das regiões com maiores atrativos.

Segundo o coordenador das Secretarias Regionais, Natan Oliveira, com este levantamento um Plano de Desenvolvimento será elaborado e ainda neste semestre deverá ser concluído para posterior transformação em uma política pública inclusiva.

Expectativa

É com esta visão de desenvolvimento econômico e sustentável, por meio do fomento aos programas e projetos que envolvam o turismo no Vale do Guaporé, que o superintendente da Setur, Ailton Andrade, explica a importância da oficina e do empenho do órgão para o sucesso do evento. “Neste evento, será possível a integração dos diversos segmentos locais possibilitando maior organização, disseminação dos potenciais, além de incentivar a melhoria dos serviços oferecidos. A ideia é agregar valor aos serviços da comunidade”, completou o superintendente.

O secretário regional de São Francisco, Cleiton Xavier, disse que a expectativa é preparar a própria população para receber os turistas. “Precisamos capacitar empresários e despertar o interesse para maior desenvolvimento no artesanato, melhorar os serviços de hotelaria, restaurantes, entre outros. Dessa forma podemos desenvolver o Vale do Guaporé e fortalecer o trabalho de divulgação das potencialidades turísticas”, ressaltou.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias