Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018 - 14:20 (Curiosidades)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

O QUE ESSA MULHER FEZ É BIZARRO - ACREDITE SE QUISER; VÍDEO

Mulher tortura garota de 16 anos até a morte - Curiosidades


Imprimir página

Quem nunca quis passar um tempo na casa de um amigo que conheceu na escola ou na igreja? Talvez, esse, amigo ou amiga até mora do lado de sua casa. Mas nós não sabemos ao certo oque cada pessoa esconde em seu coração, Gertrude era mãe solteira amava seus filhos e seu caso ficou conhecido como o mais terrível crime cometido a uma pessoa do estado de Indiana.

Essa é uma história real – Acredite se Quiser!

A VIZINHA

O filme “a garota da casa ao lado” lançado no ano de 2007 foi inspirado em uma historia real, que aconteceu no ano de 1965. Para as pessoas que já assistiu ao filme sabe que a protagonista sofreu bastante, mas Sylvia Likens sofreu de verdade e tudo isso ocorreu no estado de Indiana Estados Unido, Os pais de Sylvia trabalhavam em um circo e por isso viajam muito de cidade em cidade, por isso seu pai achou que seria uma boa ideia deixar ela e sua irmã na casa de Gertrude, sua vizinha. Os filhos de Gertrude eram amigos de Sylvia, frequentavam a mesma escola e igreja, então Laster Likens combinou que mandaria 20 dólares por semana para que Gertrude cuidasse de suas filhas. Algumas semanas se passaram e Laster atrasou o primeiro pagamento. Gertrude com raiva do pai das meninas, decidi castiga-las como forma de punição pelo atraso do dinheiro. Gertrude foi descrita pelo jornal ‘Indianapolis Star’ como uma mulher anêmica e depressiva, isso tudo fruto de stress e casamentos fracassados. Após bater nas meninas pela primeira vez Gertrude Baniszewski começou a mudar, pois havia gostado de castigar as garotas.

ABUSOS

Gertrude sentiu prazer em maltratar as duas meninas principalmente Sylvia. Ela chegou a acusar a garota de roubar doces apenas para ter o prazer de castiga-la. Tempos mais tarde Sylvia foi acusada de espalhar boatos na escola de que as filhas de Gertrude eram prostitutas, boatos esses que a garota nunca espalhou, mas para a mãe das meninas era apenas uma forma de descontar sua raiva, segundo a versão contada por Gertrude o namorado de uma de suas filhas foi convidado junto com outros amigos a assistir ela castigar a pequena garota, e a partir desse momento a mulher autorizou que seus filhos e outras crianças também maltratassem a pequena menina, em alguns momentos a própria irmã de Sylvia era obrigada a castiga-la. Com os maus-tratos aumentando cada dia mais a garota foi retirada da escola e proibida de sair de casa.

O PORÃO

Sylvia abalada psicologicamente após tantas torturas acabou urinando na cama durante a noite, isso fez com que sua torturadora a trancasse dentro de um porão. A garota se alimentava apenas de biscoitos e água, era proibida de sair do porão e acabava fazendo suas necessidades nesse mesmo local. A situação da garota era alarmante, ela já se encontrava desnutrida e sem muitas forças. Como castigo Baniszewski dava banho nela com água quente, a mulher dizia que era pra limpar seus pecados. Jenny irmã mais nova de Sylvia enviou uma carta a Dianna, a irmã mais velha delas, mas Dianna não acreditou no terror que a garota contou que estavam passando. Dianna apenas avisou um assistente social, mas quando ele bateu na porta de Gertrude a mulher ameaçou Jenny de que faria o mesmo com ela se ela contasse sobre Sylvia, Jenny então mentiu dizendo que sua irmã havia fugido.

O ASSASSINATO

Gertrude começou a arquitetar um plano para abandonar Sylvia em um bosque próximo a cidade para que ela morresse lá. Sylvia ouviu os planos de Gertrude e tentou fugir, mas não conseguiu, e passou a ficar trancada no porão e foi obrigada a comer suas fezes. No dia 26 de outubro de 1965 Gertrude resolveu dar um banho na garota e pediu que sua filha Stephanie e seu namorado buscassem a garota. Quando chegaram ao porão notaram que a menina não respirava mais. Stephanie voltou até sua mãe e avisou que a garota estava sem vida. Gertrude avisou a policia que foi até sua casa e confirmou o óbito de Sylvia. Gertrude então entregou a policia uma carta escrita por Sylvia, carta essa que ela havia sido obrigada por Gertrude a escrever. Na carta ela contava que havia fugido com alguns garotos que a violentaram e que tinham batido muito nela. Os policias teriam acreditado nessa versão se não fosse o fato de Jenny sussurrar para um policial a tirar de lá que ela contaria o que realmente aconteceu.

O JULGAMENTO

Gertrude, seus filhos e seu genro foram presos sem direito a fiança até o julgamento. Um exame de autopsia revelou que Sylvia tinha diversas queimaduras contusões musculares e lesões físicas a causa oficial de sua morte foi hemorragia cerebral. Em 19 de maio de 1966 Gertrude foi condenada a prisão perpetua por assassinato em primeiro grau, Paula sua filha foi condenada a prisão perpetua por assassinato em segundo grau, já os garotos ficaram detidos alguns anos em um centro juvenil. Stephanie teve as acusações contra ela retiradas após ela colaborar nas investigações.

Paula ficou detida poucos anos e foi julgada novamente, após o julgamento foi solta dois anos mais tarde. Gertrude conseguiu sua liberdade no dia 04 de dezembro de 1985. Vindo a falecer anos mais tarde. Esse caso ainda é conhecido ate os dias de hoje como o mais terrível crime cometido a uma pessoa do estado de Indiana!

Se for novo aqui no canal clique em inscrever-se e deixe seu like.

Eu vou ficando por aqui e não se esqueça: nós contamos a historia e você acredita se quiser.

Fonte: 012 - Fábio Jaguar/Canal Mais Curiosidades

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias