Segunda-Feira, 21 de Março de 2016 - 16:44 (Dica de Leitura)

L
LIVRE

O QUE A ODONTOLOGIA ESTÉTICA PODE OU NÃO FAZER POR VOCÊ?

Especialista alerta: nem todo mundo precisa investir num ‘sorriso de cinema’.


Imprimir página

A exemplo de muitas atrizes, cantores e apresentadores de TV, profissionais de vários segmentos estão investindo num ‘sorriso de cinema’. Afinal, um sorriso claro e uniforme melhora bastante a aparência e a autoconfiança. Aquele sorriso amarelo-acinzentado, com dentes muito espaçados, moles, às vezes grandes ou pequenos demais, vem sendo substituído por dentes uniformes, que além de promover a estética, permitem também melhor mastigação e higienização. Muitas são as técnicas disponíveis para atingir esse objetivo. Mas, de acordo com Aônio Vieira, professor da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), é fundamental que todo paciente tenha acesso a um ‘plano de tratamento’ que explique as técnicas que serão utilizadas e o porquê.

“Antes de definir técnicas de clareamento, restaurações de última geração, implantes, lentes de contato e próteses, é importante analisar o perfil do paciente. Por exemplo, se os dentes estão escurecidos por causas genéticas, ingestão regular de determinados medicamentos, ou mesmo hábitos como fumar e ingerir bastante café e vinho, talvez o clareamento dental não seja a melhor opção”, diz o professor. Vieira explica que, até bem pouco tempo atrás, as restaurações eram feitas de ouro, amálgama ou de qualquer outro material que deixava o sorriso com pontos escuros. “Hoje as restaurações indiretas do tipo inlays, onlays, facetas e lâminas – utilizados para preencher cavidades e pequenos ou grandes espaços entre os dentes – podem ser confeccionadas em resina composta de alta qualidade ou de porcelana translúcida, se aproximando da cor natural dos dentes do paciente”.

Na opinião do especialista, os sistemas de porcelana oferecem melhor estética, maior resistência, estabilidade de cor e durabilidade. “Apesar de estar na moda, nosso conselho ao paciente é que ele opte por tonalidades que deixem o resultado final o mais natural possível. Por isso é que há próteses com tons mais amarelados ou acinzentados. Mas para aqueles que desejam investir num sorriso totalmente novo, a cor final dos dentes pode ser bem mais clara. Hoje em dia há inclusive os tons ‘bleach’. Mesmo sendo variações de um branco radiante, por não serem próximos de nenhum tom naturalmente encontrado nas bocas das pessoas, pode causar um impacto negativo tanto no paciente como em seu convívio social”.

De acordo com Vieira, na busca pelo sorriso perfeito, há casos em que se pode optar pelos implantes dentários que hoje estão muito mais acessíveis em termos de investimento e menos desgastantes para os pacientes – tanto em relação ao procedimento em si, quanto no que se refere ao investimento. “Em determinadas situações, também se deve partir para uma plástica gengival, que favorece principalmente aquelas pessoas que mostram muito a gengiva quando sorriem – resultando numa aparência mais jovem. Hoje, a Odontologia Estética oferece inúmeras opções de tratamentos para quem está infeliz com o sorriso. Além disso, como os cirurgiões-dentistas brasileiros estão entre os mais bem-capacitados do mundo, o investimento vale a pena. Basta recorrer a um profissional com boas recomendações e procurar saber em detalhes o plano de tratamento antes de contratar o serviço, certificando-se de que o tratamento oferecido atende às suas necessidades estéticas e funcionais”.

Fonte: Redação - Press Página

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias