O PROFESSOR – POR DANIEL MARTINS - News Rondônia É de fato e de verdade lamentável ver o país não dar importância aos professores, como disse o próprio Alexandre Garcia, ser professor não é uma profissão e sim uma missão, isso é um dom.

Porto Velho,

Segunda-Feira , 16 de Novembro de 2015 - 12:01 - Colaboradores


 


O PROFESSOR – POR DANIEL MARTINS

É de fato e de verdade lamentável ver o país não dar importância aos professores, como disse o próprio Alexandre Garcia, ser professor não é uma profissão e sim uma missão, isso é um dom.

ImprimirImprimir página

Hoje mais cedo assisti a um vídeo onde o Alexandre Garcia falava do descaso dos municípios para com os professores e com isso, resolvi escrever esse texto.

Mas nossos políticos não valorizam isso, e porque não? Pois sem educação de verdade e estudo, o país é um país pobre, pobre de conhecimento, cultura, de informações e isso é mais fácil para alienar com propagandas mentirosas e com alguns míseros reais dizer que tirou milhões da extrema pobreza, pois essa pessoa não tem condições nem de questionar, pois não sabem nem por onde começar.

O Brasil pega muito pouco, estou falando pouco mesmo para o educador, ou melhor, PROFESSOR, imagina você que o Advogado ganha mais que o professor, o médico, e ate mesmo o policial ganha mais do que o PROFESSOR, não estou aqui dizendo que essas categorias não mereçam ganhar bem, mas quero dizer que para ser médico, ele precisou do PROFESSOR, para ser advogado, ele precisou ter aulas com diversos PROFESSORES, para ser policial também.

Agora o governo vem com a conversa fiado dizendo que ‘‘pátria educadora se faz co acesso a educação’’ ta bom, concordo com a frase, concordo com o que está no papel, mas na real isso está longe de acontecer, ontem mesmo vimos no ‘fantástico’ o descaso com as aulas técnicas, dinheiro do povo que poderia de fato está levando ensino de qualidade e não está, porque a verba é desviada por grupos criminosos. Se eles encontraram esses, imaginam nas verbas que são destinadas as escolas, as merendas, ao material, ao fardamento da rede publica, agora vamos imaginar assim, se não houvesse o desvio, as falcatruas, podíamos pagar mais para os nossos PROFESSORES, mas os corruptos não querem isso, eles querem ver o PROFESSOR não poder ensinar, querem ver o PROFESSOR infeliz, querem ver o eles maltrapilhos, pois o Brasil não tem educação de qualidade, mas a culpa não é do PROFESSOR e sim do governo que não manda o material que de fato esses profissionais precisam para de fato ensinar com qualidade.

Quando o país aprender que devemos dar valor ao PROFESSOR para chegarmos ao patamar de primeiro mundo, isso mudará, mas para isso precisamos de homens e de mulheres que queiram a mudança, que mudem primeiro para querer mudar o Brasil, não podemos mudar o país, se não mudarmos o nosso jeito de pensar e agir. Uma pátria educadora se faz com acesso a educação, mas educação de verdade e não de propagandas mentirosas que gastam horrores de dinheiro nosso para nos apresentar factóides, não precisamos de propagandas, precisamos de atitudes, mas para isso, precisamos de políticos e não politiqueiros; precisamos de bons homens e boas mulheres para assumir nossas prefeituras e nossas câmaras, assembléias e governo de um modo geral, precisamos de pessoas honradas, precisamos de um ESTADISTA. Quando tivermos um estadista à frente desse país, um que cobre os estados e os municípios, um presidente atuante e não que fique passeando, mudará sim essa realidade, pois teremos educação de qualidade, teremos PROFESSORES reconhecidos e bem pagos, quando o governo pagar o melhor salário, não para governadores e prefeitos, deputados e presidente e pagar o melhor salário para o PROFESSOR, tenha certeza, o país que educa avança, mas o governo que não quer educar é porque quer alienar seu povo.

Por Daniel Martins/ Blog do Daniel

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Daniel Martins

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt