O PREÇO DA VIRGINDADE NO BRASIL - News Rondônia Segundo Stepano Já que fez isso por todo esse tempo não vai perder o que tanto preservou de qualquer forma.

Porto Velho,

Domingo , 04 de Novembro de 2012 - 17:20 - Colaboradores


 

O PREÇO DA VIRGINDADE NO BRASIL

Segundo Stepano Já que fez isso por todo esse tempo não vai perder o que tanto preservou de qualquer forma.

ImprimirImprimir página

No mês passado o Brasil e o mundo foram surpreendidos com a notícia da brasileira, Catarina Migliorini que ‘leiloou’ a virgindade usando a internet.  Lances chegaram de vários locais do mundo, mas foi um japonês que venceu a disputa oferecendo a quantia de R$ 1,5 milhão para deflorar a catarinense.  E nessa corrida tem ainda os homens, é o caso do Russo, Alexander Stepano de 20 anos que contou "que nunca se sentiu muito a vontade em falar com as garotas e que por isso preferiu se guardar".
 
Segundo Stepano Já que fez isso por todo esse tempo não vai perder o que tanto preservou de qualquer forma. O russo enumera a fila dos que puseram a própria virgindade a leilão, mas ao contrário da brasileira a quantia oferecida foi de apenas US$ 3 mil e para um brasileiro, é isso mesmo, um brasileiro, que não teve a identidade revelada.
 
Voltando novamente ao Brasil, a situação é que vender a virgindade e roubar a castidade de meninas e meninos se tornou algo comum no Brasil, mesmo a vista da lei.  No interior do Estado do Amazônia, mas precisamente na cidade chamada São Gabriel da Cachoeira, meninas índias estão na mira de comerciantes, políticos e até mesmo militares do Exercito que compram a virgindade das adolescentes usando de vários pretextos: dinheiro, caixa de bombons a aparelho de telefone celular.
 
As vítimas pertencem as etnias tariana, uanana, tucano e baré que vivem na periferia de São Gabriel da Cachoeira, que tem 90% da população (cerca de 38 mil pessoas) formada por índios. No Brasil é difícil entender as políticas, pois as mesmas até existem, mas não é nada fácil  executá-las e tudo por conta da ‘política de leis’. E um país onde tudo que é assinado não se costuma beneficiar o povo, mas o bolso dos políticos. E não há sorriso nessa gente que seja verdadeiro. 

Fonte: Emerson Barbosa

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt