Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2013 - 09:27 (Colaboradores)

O FIM DE VOTO SECRETO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS – POR DANIEL MARTINS

Com os grandes pedidos das ruas e a imprensa batendo pesado erroneamente, a Câmara dos Deputados, a pedido do presidente Henrique Alves (PMDB-RN), poderá cometer o maior erro da história desse país: aprovar a extinção de todas as modalidades de voto secreto.


Imprimir página

Para você entender melhor, vamos começar pela fala do Deputado Henrique Eduardo Alves, que é presidente da Câmara dos Deputados.

O presidente da Câmara disse na segunda-feira passada: “Vou comunicar aos líderes que votaremos a PEC que libera o voto aberto para tudo. Pautarei de qualquer maneira. Quem quiser se posicionar contra, que se apresente. Temos que dar uma resposta. Estou na Câmara há mais de 40 anos e já vivi muita coisa, mas nunca testemunhei um dano maior à imagem da Casa do que esse provocado pela decisão de quarta-feira passada”.

Com os grandes pedidos das ruas e a imprensa batendo pesado erroneamente, a Câmara dos Deputados, a pedido do presidente Henrique Alves (PMDB-RN), poderá cometer o maior erro da história desse país: aprovar a extinção de todas as modalidades de voto secreto.

Eu sou a favor que a Câmara aprove a extinção de voto secreto para cassar mandatos de deputados corruptos e que foram julgados e condenados, assim como o caso do Deputado Natan Donadon, ex-PMDB-RO. Nesse caso, o deputado não poderá cumprir sua agenda parlamentar, não poderá comparecer ao plenário para assim cumprir seu mandato e fazer jus ao seu gordo salário de Deputado Federal.

O Grande Erro:

A Câmara vai acabar com o voto secreto, inclusive os para decidir sobre vetos da presidente da República, e isso deixa qualquer deputado que é da base aliada nas mãos da presidente. Ou você acha que o deputado que diz na salinha junto da base que vai junto com a presidente, e chega na hora ele dar uma de herói da nação e trai a presidente e vai ficar impune? Serão poucos os corajosos que farão isso. Isso quer dizer que os parlamentares terão menos poderes, pois no voto secreto, eles dizem uma coisa e poderão fazer outra e a presidente não tem como saber, já no aberto a ele terá que cumprir o que disse a presidente e como a maioria tem rabo preso, todos farão o que a presidente mandar e acabada de vez com a “democracia’ que vivemos, pois tudo será feito na base da ameaça e da pressão psicológica.

 

Por Daniel MartinsBlog do Daniel

Fonte: Daniel Martins

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias