O BRASILEIRO E O ‘‘OBA, OBA’’ – POR DANIEL MARTINS - News Rondônia Aí eu resolvi escrever lá para dar minha opinião e o artigo da semana para vocês.

Porto Velho,

Terça-Feira , 08 de Dezembro de 2015 - 09:53 - Colaboradores


 


O BRASILEIRO E O ‘‘OBA, OBA’’ – POR DANIEL MARTINS

Aí eu resolvi escrever lá para dar minha opinião e o artigo da semana para vocês.

ImprimirImprimir página

Hoje estava lendo no facebook da minha Rainha das Divas, Santa Cris sobre pessoas que ficam enchendo a paciência dizendo que Jair Bolsonaro é o melhor para governar o Brasil. Aí eu resolvi escrever lá para dar minha opinião e o artigo da semana para vocês.

Vamos por partes:

1º O Brasileiro é de oba, oba, aquele que tiver 15 minutos de fama, vira político e ta tudo certo, sejamos sinceros, difícil uma pessoa pesquisar sobre o candidato que vai votar, ela vota porque o carinha falou alguma coisa que impactou e uma meia dúzia falou que apóia.

Vamos aos exemplos do oba, oba: Quando o auto-pastor Marco Feliciano ficou ‘‘15 minutos’’ na mídia, já colocaram o mesmo como o Presidente da República, quando o ex-presidente do STF prendeu alguns mensaleiros, ele era o cara, o melhor para assumir a presidência e quando a jornalista competentíssima Rachel Sheherazade  falou do governo, e deu sua opinião fazendo oposição ferrenha ao governo federal e ao Lula, na cabecinha pequena do povo de oba, oba, ela seria a melhor presidente do mundo, pois não tem papas na língua e tal, todos esses que falei tem fan Pages espalhadas com mais de um milhão de oba, oba. Tudo bem, e no passado, você pode perguntar e eu te respondo, era do mesmo jeito. Vamos lá, Fernando Collor chegou à presidência porque dizia em seus discursos fervorosos que tinha aquilo roxo e que ia acabar com a corrupção, que ia acabar com o sofrimento e que ele ia fazer, pois era macho e tinha aquilo roxo, o povo do oba, oba foi na onda dele e ta aí, roubou pra caramba, arrebentou o país mais que estava e quase sofreu o impeachment. Depois dele, Lula, ele já vinha dês de sempre falando que era contra todos os poderosos e já nas eleições contra FHC ele dizia que seria a mudança, a renovação, que ia acabar com a corrupção e chego a lembrar de uma fala dele. ‘‘No meu palanque corrupto não sobe e no meu governo, corrupto não entra.’’ E ele alardeava aos quatro ventos que ele lutava contra os poderosos, contra a ‘‘elite’’ que só na cabeça dele tinha, contra os empreiteiros, donos de bancos e de empresas milionárias e tal, o povo foi na onda dele também, e o que fez? O elegeu presidente, o pai dos pobres e coitadinhos.

2º Educação é sim o melhor caminho, mas digo educar de verdade, dar alimentação, dizer o que é certo e errado, política já estar nas escolas dês de cedo e não assunto quando acontece algo grande como mensalão, petrolão ou cassação de mandato, digo formar crianças, com qualidade, responsabilidade, pois os governos dizem que a culpa é do educador, professor, mas na verdade, o governo coloca a meta, tem que passar 99% dos alunos, há, mas ele não estudou e o governo força, não importa, passa eles para que possamos subir na media dos países desenvolvidos.  Estou falando, formar crianças, com qualidade, mostrar que o país tem jeito e não apenas falando de educar pessoas já erronias, estamos falando de educar crianças e não ficar com propaganda idiota dizendo que ‘‘pátria educadora se faz com mais acesso a educação. Sem dar essa educação, gente, países que seguiram o mesmo caminho do Brasil e do ‘’lulismo’’ são países fracassados, exemplo: Grécia, e os países que até passaram por isso e fugiram logo e bem antes de se contaminarem, são países de primeiro mundo, que se desenvolveram em pouco mais de 40 anos, exemplo: Singapura, sem falar que essa ilha é o país com melhor Índice de Desenvolvimento Humano dos países asiáticos. Buscaram educar os pequeninos, pois educar gente grande achando que eles vão sair da cadeia com outra cabeça é outra desculpa para boi dormir, uma meia dúzia se salva o resto não, cadeia tem que ser lugar de trabalho e não lazer como no Brasil, é desumano sim a super lotação, mas manter bem o vagabundo para não fazer nada, manda esse povo tudo pavimentar ruas, deveriam fazer trabalhos e não receberem e o dinheiro ir para pai, mãe, esposa e filhos, mas trabalhar de verdade e não essa palhaçada que existe hoje, coloca para limpar todos os terrenos abandonados da cidade, coloca para cavar buracos e outros serviços de fato pesado, para saberem que não é fácil a vida.

Por Daniel Martins/ Blog do Daniel

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Blog do Daniel

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt