Quarta-Feira, 02 de Outubro de 2013 - 13:14 (Colaboradores)

NOVO PARTIDO POLÍTICO, PARA QUÊ? POR DANIEL MARTINS

Quando não é um é o outro, mas todos terminam da mesma forma.


Imprimir página

Gilberto Kassab brigou com Deus e o mundo para fundar seu partido político, dizendo que seria um partido diferente, novo, revolucionário, que mudaria a cara do Brasil, etc, etc, etc.

Agora é a vez de Marina Silva, à ex-lulista quer fundar o próprio partido, para assim concorrer nas eleições de 2014, segundo ela, não tem segundo plano, ou o REDE sai, ou ela estará fora das eleições, e é isso que a executiva do REDE quer.

Eu acho uma palhaçada esse negocio de querer criar um novo partido político no Brasil.

Estão mais uma vez brincando com o povo brasileiro, que vai engolir mais essa historinha para boi dormir. Cid e Ciro Gomes saíram do partido que estavam que era o PSB e foram para o PROS, recém criado, agora você acha que Cid Gomes vai ser menos picareta? Ou que Ciro Gomes fará menos rolo? Você acha que os shows que Ciro vai pagar para os artistas ele vai cobrar menos do povo do Ceará? Não é o partido que corrompe o político, é o político que se deixa corromper ou já é mau caráter quando chega lá.

Não precisamos de um novo partido, precisando é de políticos honestos. A culpa do país está indo de mal a pior não é da sigla PSDB, PT, PROS, REDE, PSB, PSD, A, B ou C e outros e sim de quem ás compõe, não é o partido que coloca dinheiro no bolso, na cueca, nas malas, não é o partido que desvia verba para pagar políticos para fazerem o que o governo quer, não é o partido que desvia verba da merenda escolar, da saúde, do transporte público, da segurança, não é o partido que paga show de artistas com um valor e cobra do povo 500% a mais, que aluga prédio dizendo que é para montar creches que nunca ficam prontas, não é o partido que vai fazer a diferença já que quem os compõe são os mesmo picaretas, corruptos, e safados dos partidos já existentes. Quando um político muda de partido, não é pensando no povo, não é pensando que vai ajudar a população, ele funda um partido pensando em ser patrão e deixar de receber ordens de quem ele recebia, ele funda um partido no pensamento de mandar mais, ganhar mais e ter mais poderes e quando só muda de partido é para benefício próprio.

O Brasil não precisa de NOVO partido, não precisa de REDE, não precisa de PROS, não precisa de mais partidos para ganharem mais dinheiro do povo, precisamos sim diminuir essa quantidade, precisamos acabar com isso, ou você é situação, ou você é oposição no Brasil, não tem meio termo. Precisamos de pessoas comprometidas, pessoas responsáveis e que de fato tenham compromisso com o povo, precisamos de pessoas honestas, criar partido não quer dizer que o político é honesto, só quer dizer que ele está insatisfeito com os seus patrões e quer virar um.

Por Daniel Martins/ Blog do Daniel

Fonte: Daniel Martins

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias