Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017 - 15:21 (Turismo)

L
LIVRE

MUNICÍPIO DE CAMPO NOVO DE RONDÔNIA É INCLUÍDO NO MAPA DO TURISMO BRASILEIRO

A questão da mobilidade e acessibilidade é um dos preceitos essenciais para que o destino possa ser vendido como produto turístico.


Imprimir página

A maior dificuldade para promoção do município de Campo Novo de Rondônia como destino de ecoturismo e turismo de aventura era o acesso. Agora, com as obras de pavimentação do governo estadual na BR- 421, a região onde estão guardadas as belezas naturais entrou no Mapa do Turismo Brasileiro.

A questão da mobilidade e acessibilidade é um dos preceitos essenciais para que o destino possa ser vendido como produto turístico. Em Campo Novo de Rondônia, mesmo com a rica reserva de biodiversidade do Parque Nacional de Pacaás Novos e o Pico do Tracoá, o ponto mais elevado do Estado, por ser uma região íngreme, com trechos bastante perigosos e muitas curvaturas e, dependendo do período do ano, muita lama ou poeira e sem uma boa estrada pavimentada era impossível de inseri-la na rota do turismo.

Vista do alto da Serra dos Pacaás Novos, em Rondônia. Uma paisagem que poucos já viram, devido ao difícil acesso do Parque e deste lugar em especial.

De acordo com o diretor do Departamento de Estrada e Rodagens (DER), Ezequiel Neiva, a RO-421 é de responsabilidade do governo federal, porém as péssimas condições de trafego entre os municípios de Monte Negro e Campo Novo de Rondônia atrapalhava o desenvolvimento do estado o que fez com que o governador Confúcio Moura solicitasse a autorização para execução da obra. “Além de garantir acessibilidade, também incentiva a economia com a inserção do município no Mapa brasileiro de Turismo”, destacou Neiva.

“A conclusão da pavimentação da BR-421 no acesso a Campo Novo de Rondônia é o maior e mais importante investimento que o município recebeu desde sua criação”, afirmou o taxista José Ribamar, que mora a mais de 30 anos na cidade e sabe do potencial econômico e turístico da região.

Nesse investimento, o governo estadual aplicou aproximadamente R$ 50 milhões na pavimentação de 25 quilômetros. Atualmente duas empresas contratadas pelo DER, por meio de licitação, estão entre o km 80 até a entrada da cidade trabalhando em ritmo acelerado, para concluir até o inicio do segundo semestre de 2018.

“Com a pavimentação dessa estrada o governador Confúcio abre as portas do município para o turista e promove o desenvolvimento econômico”, explicou o superintendente estadual de Turismo, Júlio Olivar, completando que a iniciativa do governo estadual foi essencial para a inserção de Campo Novo no Mapa Brasileiro de Turismo. Segundo Olivar, o município contempla o turismo de contemplação biológica, importante para fomento do turismo na região, a exemplo do Parque Nacional Pacaás Novos que é uma das maiores Unidades de Conservação do Estado, e encontra-se sobreoposto à Terra Indígena Uru-Eu-Wau-Wau.

O prefeito Oscimar Aparecido Ferreira comemora os investimento do estado na rodovia. Segundo ele, Campo Novo de Rondônia é um dos destinos turístico mais bonito do Estado, e agora, com fácil acesso, o município será ponto de referência em turismo ecológico. “Nós temos o Pacaás novos, com suas lindas cachoeiras e uma fauna e flora exuberante que atrairá turistas de toda a parte do mundo”.

Este ano, Rondônia passa a ter 22 municípios inseridos no Mapa Brasileiro do Turismo, distribuídos em cinco pólos turismos regionais.

– Polo 1: Caminhos de Rondon/BR 364 – Vilhena, Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, Cacoal, Presidente Médici, Ji-Paraná, Nova União e Ouro Preto.

– Polo 2: Vale do Guaporé – Pimenteiras do Oeste, Cabixi, Costa Marques, São Francisco do Guaporé, São Miguel do Guaporé e Alta Floresta do Oeste.

– Polo 3: Porto Velho/Candeias.

– Polo 4: Guajará Mirim/Nova Mamoré.

– Polo 5: Vale do Jamari: Ariquemes, Campo Novo de Rondônia, Cacaulândia e Alto Paraíso.

Fonte: 010 - SECOM/GOV-RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias