Domingo, 12 de Novembro de 2017 - 13:14 (Polícia)

18
Não recomendado para menores de 18 anos

MONSTRO: JOVEM É PRESO SUSPEITO DE MATAR A MULHER E ENTERRAR O CORPO NA FOSSA DA CASA DA FAMÍLIA - FOTOS

Vítima, de 19 anos, estava desaparecida há 10 dias. Apesar do corpo ter sido queimado e estar em estado de decomposição, delegado não tem dúvidas de que se trata de Letícia Helena Anicésio.


Imprimir página

GOIÂNIA - Vítima, de 19 anos, estava desaparecida há 10 dias. Apesar do corpo ter sido queimado e estar em estado de decomposição, delegado não tem dúvidas de que se trata de Letícia Helena Anicésio.

O autônomo Lucas Dias Costas, de 19 anos, foi detido neste sábado (11) suspeito de matar a mulher, Letícia Helena Feitosa de Anicésio, da mesma idade, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. A Polícia Civil o prendeu após encontrar o corpo da jovem dentro de uma fossa desativada no fundo da casa do casal. Em depoimento, ele confessou o crime.

“Ele alegou que ela o teria atacado, tentado golpeá-lo com uma faca de mesa. Ele deu um golpe mata leão, a imobilizou e a matou por asfixia. Depois, jogou dentro da fossa, jogou colchão, madeiras, querosene e ateou fogo. Após o fogo acabar, ele jogou os entulhos que havia no quintal e entupiu a fossa”, disse o delegado Vander Coelho ao G1.

Os policiais explicaram que Letícia Helena estava desaparecida desde o dia 31 de outubro. Quando familiares questionavam Lucas sobre onde a jovem estava, ele alegava que a havia deixado na rodoviária e não a viu mais.

Na madrugada deste sábado, os pais da vítima receberam uma denúncia anônima de que o corpo dela estava na fossa da residência do casal. Os parentes acionaram a Polícia Militar, que junto com voluntários e o Corpo de Bombeiros cavaram a fossa.

“A uma profundidade de um metro e meio, começaram a encontrar ossos, material genético. Como estava chovendo muito, suspendemos o trabalho, lacramos o ambiente e isolamos o local”, contou o delegado.

As equipes retomaram a escavação às 7h.

“Encontramos esqueleto humano, cabelos compridos e parte das vestes que ela utilizava e havia sido vista pela última vez, brincos característicos dela”, detalhou o delegado.

O delegado não tem dúvidas de que se trata do corpo de Letícia Helena. Porém, ainda não se pode afirmar oficialmente porque o autor carbonizou a vítima e ainda não há o resultado do exame de DNA ou a identificação pela arcada dentária.

PRISÃO

Familiares contaram aos policiais que o marido de Letícia Helena já havia feito ameaças à vítima. Além disso, eles receberam fotos de mensagens de celular que teriam sido enviadas por ele com uma confissão do crime.

Os investigadores iniciaram as buscas pelo marido da jovem e souberam que ele estava na casa da mãe, em Goianésia, cidade localizada a cerca de 140 km de Anápolis. Com o apoio da equipe da Polícia Civil local, eles o localizaram e prenderam.

Fonte: Anderson Nascimento, com informações novaalvoradan

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias