Domingo, 11 de Agosto de 2013 - 08:09 (Colaboradores)

MEU QUERIDO PAI, ADÃO PAIM

Homenagem de Zecca Paim


Imprimir página

MEU QUERIDO PAI, ADÃO PAIM

 

            A você, que me deu a vida e me ensinou a vivê-la com dignidade, não bastaria um obrigado. A você, que iluminou os caminhos obscuros com afeto e dedicação para que eu o trilhasse sem medo e cheio de esperanças, não bastaria um muito obrigado.

            A você, que se doou por inteiro e renunciou vários de seus sonhos, para que, muitas vezes eu pudesse realizar os meus. Pela longa espera e compreensão durante minhas longas viagens, não bastaria um muitíssimo obrigado não tenho palavras para agradecer tudo isso.

            Mas é o que me acontece agora, quando procuro arduamente uma forma verbal de exprimir uma emoção ímpar. Uma emoção que jamais seria traduzida por palavras. Amo você!

            Hoje, lembrando o passado, eu trago na recordação. Tenho saudade do tempo bom. Lembro-me que, às vezes, você se zangava comigo por coisas que eu fazia errado e, por muitas vezes, corria perigo. Eu era ainda criança e não me importava... Mas agora crescido, entendo o sentido do mundo que você me mostrava. O tempo passou por meus olhos, amadurecido fiquei e meu pai, agradeço a você por tudo que sei!

 

Com Carinho de Seu Filho Zecca Paim

Fonte: Zecca Paim

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias