Domingo, 04 de Outubro de 2015 - 15:48 (Entrevistas )

MARCIO VIERMO: O DONO DO SOL E A POESIA NAS ESCOLAS

Professor de língua portuguesa e literatura nos colégios Araujo Lima e Petrônio Barcelos, Viermo se diz muito feliz, pois todos os seus livros são considerados best seller.


Imprimir página

Marcio Vieira do Carmo conhecido também como Marcio Viermo ou Marcio Poeta está divulgando o lançamento do seu nono livro de poesia. “Me torneI profissional da poesia. Hoje praticamente vivo de poesia”. Portovelhense nascido e criado no hoje bairro Flodoaldo Pontes Pinto precisamente a rua 1, menino caçador de preá na área onde hoje fica o Shopping e o Parque da Cidade, aos 14 anos, resolveu levar a poesia para as escolas e criou o projeto “Poesia nas Escolas” que agora está completando 22 anos. Para comemorar, Marcio escreveu o livro “O dono do Sol” que pode ser encontrado na livraria Leitura.

É o primeiro livro patrocinado, os demais foram por minha conta. Esse, conta com o apoio do Rondoncap”. Professor de língua portuguesa e literatura nos colégios Araujo Lima e Petrônio Barcelos, Viermo se diz muito feliz, pois todos os seus livros são considerados best seller.

Que tal acompanhar a história do Marcio Poeta!

ENTREVISTA

Zk – Vamos falar da sua trajetória?

Marcio – Quando tinha 14 anos, idealizei um projeto chamado, poesia nas escolas que consistia e consiste em influenciar a leitura nas crianças e jovens. Esse projeto está fazendo 22 anos e para corroborar esse projeto, comecei a lançar os livros com as poesias que eu declamava nas escolas e que obtiveram muito sucesso entre as crianças e os jovens, inclusive tenho vários textos premiados e também memorizados pelas crianças.

Zk – É verdade que todos seus livros são considerados best-seller?

Marcio – Graças a Deus! Todos meus livros se tornaram best-seller, hoje são mais de 35 mil livros vendidos. Me tornei um profissional da poesia.

Viajei por toda a Amazônia fazendo palestras, recitais de poesia durante esses 22 anos e para comemorar, estou lançando o livro “O dono do Sol” com o patrocínio do Rondoncap.

Zk – Você vem participando de vários eventos que fazem parte do lançamento do livro. Fala sobre isso?

Marcio – No dia 1º de setembro participamos do recital de lançamento que aconteceu no teatro Guaporé, depois fizemos o lançamento para o público la na livraria Leitura do Porto Velho Shopping que começou no dia 27 de setembro e termina neste domingo 4 de outubro e a partir de segunda feira dia 5, vamos para a escola Araujo Lima e depois no Eduardo Lima e Silva.

Zk – De volta ás escolas?

Marcio – É isso, reiniciamos o projeto leitura nas escolas, agora com um diferencial, pois com o apoio da Rondoncap os livros vão ficar mais acessíveis, vamos fazer um trabalho melhor de distribuição.

Zk – Você é de onde?

Marcio – Nasci aqui em Porto Velho, minha família é daqui e sempre estudei em escola pública. Estudei na escola Araujo Lima, Castelo Branco e terminei o 3º ano no EJA Padre Moretti e me formei na faculdade Metropolitana recentemente.

Zk – Na realidade quem é o Marcio Poeta?

Marcio – É um cidadão que ama a poesia, resolveu influenciar a leitura em crianças e jovens. Eu poderia fazer livros e ficar apenas no meio da elite, isso também é importante, tem gente que gosta da questão mais intelectualizada, mas, sou mais popular gosto de estar com o povo, com as crianças e com os jovens. Isso não me faz melhor e nem pior que ninguém.

Zk – Você falou que todos seus livros são best-seller. Quantos livros você já escreveu e publicou?

Marcio – Esse é o nono. Todos meus livros foram best-seller. O importante é dizer: Como foi que eles conseguiram vender tanto. Poxa, cada livro você vendeu mais de três mil exemplares, num país onde o povo não costuma ler tanto? E respondo, isso acontece porque é um projeto social. Uma coisa é eu lançar um livro de poesia e não ter a poesia memorizada.

Outra coisa é que lançar um livro e ter as poesias memorizadas, os jovens gostarem dessas poesias e ele está agregado a um valor social, é diferente porque as pessoas se interessam mais. Um professor vai comprar um livro e diz assim: Vou comprar um livro do Marcio porque as poesias são boas e porque ele vai voltar aqui e me ajudar. O professor de língua portuguesa o professor de literatura pensa assim, to ajudando um escritor e ele vai me ajudar. Então, os alunos gostam, os professores gostam a direção da escola gosta e a soma disso tudo transforma o livro em sucesso.

Zk – Entre tanto poemas tem algum que se destacou nacionalmente?

Marcio – Tem muitos, mas, vou dizer um aqui com o qual ganhei vários prêmios, inclusive muitas pessoas conhecem no país inteiro. Chama-se Amazônia, ele é dividido em quatro partes e duas partes têm rimas que derivam da língua indígena. Vou declamar pra você apenas a primeira parte que fala sobre Rondônia. As outras ficam para quem adquirir o livro. Tá certo?

 Zk – Tá!

Marcio – Rondônia tem água/Rondônia tem fruto/Rondônia tem peixe/Rondônia tem tudo/Mas tudo de bom como o sol no Madeira/Tem pipira, japiim, tem até cachoeira/Rondônia tem goiaba, jaca e araçá/Acerola, Sem Açu, checo checo e ingá/Rondônia tem jambo, cupuaçu, bem-te-vi/Farinha de tapioca/Azeitona e açaí/Rondônia tem águia/Tesoureiro e gavião/Tem sangue de boi/Tem coco e mamão/Rondônia tem trilha, tem mato e lagoa/Rondônia tem tudo e ninguém fica atôa/Diamante, trabalho e agricultura/Se planta de tudo e dar com fartura... Essa poesia faz sucesso no mundo todo, no livro o título está “Amazônia” mas, é conhecida também como Rondônia.

Zk – Onde foi tua infância aqui em Porto Velho?

Marcio – Sempre morei ali atrás da Sadia na rua 1 no bairro Flodoaldo Pontes Pinto e vivi na área onde hoje fica o Shopping, Parque da Cidade onde era tudo mato, tinha uma lagoa muito bonita. Ali passava o dia caçando preá com baladeira, posso afirmar que vivi dentro do mato. Minha infância foi sadia, brincando com a natureza. Minha mãe (falecida) Luzia Vieira e meu pai Manoel Rodrigues está vivo com 72 anos de idade.

Zk – E a veia poética você herdou de quem?

Marcio – Interessante é que sou poeta, mas na minha família não tem escritores. Meus irmãos se expressam muito bem alguns são pregadores, palestrantes mas, não tem a veia poética. Sou adventista do sétimo dia.

Zk – Na tua obra existe a influencia da tua religião?

Marcio – Existe! Esse livro fala de amor. O amor é como o sol, vai a todos os lugares e onde não tem vida, ele passa a dar vida e o amor é o amor de Deus que vai a todos os lugares.

Não é um livro prosélito. Não estou defendendo minha religião, é uma questão particular do autor que acredita que o verdadeiro amor brota de Deus.

Zk – Já que falamos em influencia. Qual o poeta famoso que faz a tua cabeça?

Marcio – Existem alguns poetas que me influenciam, uns na rima outros na sonoridade, outro na melodia, outro no conceito, exemplo: Antonio Gonçalves Dias, Gosto do sentimento de amor tratado por Álvares de Azevedo não a maneira como ele trata a morte, gosto de William Shakespeare da maneira como ele trata a palavra e os conceitos da palavra dele. Esses três basicamente me influenciam.

Zk – O livro O Dono do Sol onde pode ser encontrado e qual o valor?

Marcio – Na livraria Leitura no Porto Velho Shopping por apenas R$ 20. Neste domingo dia 4 estarei autografando os livros a partir das 18h00.

Zk – Esse livro conta com o patrocínio do Rondoncap e os outros?

Marcio – Os Outros foram editados por minha conta. No inicio trabalhei três anos numa autopeças, cheguei a ser gerente, acreditei no trabalho e banquei meu primeiro livro todo, o que não foi fácil e nem barato, pois mandei fazer cartazes, baners, folder além da editora. Meti a cara na vida e fiquei vivendo de poesia por aproximadamente 20 anos e posso dizer que é chic, viajo de avião, pago passagem, pago hotel tudo com a venda dos livros. Isso é possível quando é feito com profissionalismo, com amor, com respeito às pessoas, com estudo e com dedicação. Quando você ama o que faz, não é trabalho, é alegria.

Zk – Contato?

Marcio – (69) 9308-4687. Ou então me acesse na redes sociais, é só digitar o nome Marcio Viermo ou Marcio Poeta. 

Fonte: Zé Katraca

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias