Quinta-Feira, 07 de Junho de 2018 - 09:30 (Nacional)

L
LIVRE

MÃE POLICIAL QUE MATOU LADRÃO COGITA SEGUIR CARREIRA POLÍTICA 'PELA HONRA DE DEUS'

Admiradora de Bolsonaro, mãe PM que foi homenageada e recebeu status de heroína depois de matar assaltante na frente de escola cogita se candidatar a deputada: "minha candidatura seria pela honra de Deus"


Imprimir página

A policial militar que matou um assaltante na porta de uma escola no dia das mães cogita se candidatar a deputada federal nas eleições de 2018. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Katia Sastre, 42, ganhou status de heroína nacional e foi homenageada pelo governador de São Paulo após o vídeo em que ela aparece alvejando o bandido viralizar nas redes sociais.

Evangélica e admiradora de Jair Bolsonaro, a policial diz que sua possível candidatura seria divinamente abençoada. “Se eu realmente me candidatar, Ele tem a ver com isso. Não esqueça de colocar que tudo isso é a mão de Deus, é pela honra de Deus”, garante.

Katia afirma que ainda não decidiu por qual partido deve se candidatar. A cabo da polícia militar ainda avalia se Brasília é ou não para ela. Esteve com Valdemar Costa Neto, líder do PR, na semana passada. A legenda dá como certo lançá-la à Câmara Federal.

O PSL, de Bolsonaro, é outro partido que abriu negociação com Katia. A policial revela ser uma admiradora do presidenciável conservador e já chegou a até gravar um vídeo ao lado dele. “O Bolsonaro é uma ótima pessoa”, diz.

No vídeo que gravaram juntos, Katia ri quando Bolsonaro repete uma de suas frases de efeito: “uma pistola na bolsa protege muito mais a mulher do que a Lei do Feminicídio”.

Além de Bolsonaro, outras inspirações políticas citadas pela PM são do PR: os deputados Tiririca, que lhe “parece um cara honesto”, e Capitão Augusto, PM como ela.

Fonte: 015 - Pragmatismo Politico

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias