Domingo, 20 de Setembro de 2015 - 20:20 (Colaboradores)

MACALÉ 70 ANOS!!!

Estamos falando dos idos de 80, mais exatamente de 1980, quando ele veio de Brasília para trabalhar na Embrapa em Porto Velho. E esta amizade se fortaleceu e vingou.


Imprimir página

Por Heloisa Ronchetti

Marcellin Champagnat Macedo de Medeiros, nome difícil de dizer né? Tão difícil que ele recebeu o apelido de Macalé. Natural da cidade de Belém, no Pará, foi muito novo para morar no Rio de Janeiro e quando adulto mudou-se para a cidade de Brasília onde por muitos anos exerceu a função que mais gosta de fazer na vida: VOAR!!! Sim, voar pelos céus do Brasil, né Comandante Marcellin Champagnat! Comandante Macalé!

Quando chegou em Porto Velho logo fez muitos amizades, mas se aproximou muito e tinha um carinho muito grande por dois amigos muito queridos: Paulo Queiróz e Sérgio Valente, sendo que através deles, e por adesão, se aproximou das moradoras da Jabiraca's house: Rejane Limaverde, Marilene Gusmão e Heloisa Ronchetti.

Estamos falando dos idos de 80, mais exatamente de 1980, quando ele veio de Brasília para trabalhar na Embrapa em Porto Velho. E esta amizade se fortaleceu e vingou. Vingou tanto, deu tão certo que até hoje ele é casado com a Marilene Gusmão e tiverem um casal de filhos, Marcelo e Luciana. Mas vale lembrar que ao chegar aqui Macalé já tinha dois filhos do primeiro casamento na cidade de Santo Antônio de Pádua, no Rio de Janeiro, Rodrigo e Alessandra.

Nesta época, 1980, a era do "INTEGRAR PARA NÃO ENTREGAR" do Governo Federal, Porto Velho, capital do então Território Federal de Rondônia, era uma cidade sem muitas opções de divertimento, de lazer e não possuía nenhuma estrutura para receber as pessoas que vinham para aqui trabalhar. Cinema Brasil e Resky, a Pizzaria Roda Viva na esquina da Sete de Setembro com Rogério Webber, o bar do Fifi... aí o Sérgio Valente inaugurou o "Escritório Bar" , o João Lobo abriu o "Senadinho", onde se fazia muita roda de samba... Em seguida abriu a boite Metrópole e a cidade começou a melhorar.... então, em novembro de 1981, como todos sabem, três amigos (Heloisa/Marilene e Macalé) se juntaram e resolveram abrir o Bangalô Bar, na Avenida Pinheiro Machado,  que sob o comando do Macalé, teve muito sucesso e por mais de 18 anos foi considerado o melhor bar da cidade,  ponto de encontro de empresários, funcionários públicos e políticos da cidade, melhor, do Estado.

Famoso pelo "Sanduba", por ele criado, entre outros tira gostos servidos ali, por muitos anos o Macalé, apelidado na época de "O Rei da Noite" conseguiu manter o horário de encontro dos amigos, empresários e políticos ao final da tarde, batizado de  "happy hour" do Bangalô, que as vezes não terminava tão cedo..... Referência especial se faz aos finais de semana, quando os encontros aconteciam e a noite iniciava no Bangalô, depois os casais saiam para dançar na Palhoça, Yes Bananas ou no Companhia, mas no final da noite todos retornavam para tomar a canja e o caldo verde, e haja  pão para fazer "Sanduba" para atender a todos! Tanto que ficou conhecido como YES BANGALÔ!

Enfim, o que mais falar desta pessoa tão querida por todos, que esta completando idade nova (70 anos), e neste momento recebe esta sincera homenagem feita por seus familiares e amigos, muitos vindos de outras cidades para confirmar sua amizade e carinho. Macalé, sabemos que até hoje os frequentadores te cobram para reabrir o Bangalô, então deixamos a pergunta no ar: que tal reabrir o Bangalô, Macalé, para nossa felicidade!!!!!

Fonte: ANÍSIO GORAYEB

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias