Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2016 - 11:03 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: SEJUCEL REÚNE IMPRENSA PARA JUSTIFICAR O ADIAMENTO DE DESFILE

A coletiva está marcada para acontecer as 09 horas na sede da Fundação Cultural do Município de Porto Velho – Funcultural na rua Elias Gorayeb com D. Pedro II. Os motivos e as novas datas serão anunciados na oportunidade, como todos os esclarecimentos necessários.


Imprimir página

Não sei se é sonho ou utopia, vou cumprir minha missão... Esse é o título do enredo da escola de samba Asfaltão que pode ficar só no sonho e na utopia. A missão está cada vez mais complicada de ser cumprida.


Isso porque a Sejucel não soube administrar com a devida responsabilidade, o processo de Licitação para contratação da estrutura de arquibancada, camarotes, carro de som e iluminação a serem montados na passarela do samba do Parque dos Tanques.


Primeiro porque deixaram o processo na mão de uma jovem que não tem experiência nenhuma na administração pública, principalmente quando se trata de Licitação, cujo processo normalmente é complicado, pois envolve interesses de várias partes.


Depois que conseguiram “montar” o processo e encaminharam à Supel para providenciar a Licitação, ficou por isso mesmo. Ninguém da Sejucel se preocupou em acompanhar o desenrolar do mesmo.


Ainda por cima a Supel optou pelo Pregão Eletrônico no qual qualquer empresa pode participar, sem que para isso, tenha que comprovar se tem condições de montar os itens exigidos, assim sendo: Segundo nossas fontes, a empresa que ganhou o pacote ARQUIBANCADA E CAMAROTE não é de Rondônia e como o resultado da licitação só foi divulgado no final da semana passada, eles não tiveram tempo para deslocar o equipamento do Ceará para Rondônia. Dizem inclusive que na realidade a tal empresa cearense, é “FANTA”, só tem o nome, e tentaram contratar os equipamentos de uma empresa local e não lograram êxito.


Como o processo de Licitação demorou muito a ser aberto, não deu tempo para o Leiloeiro da Supel analisar um recurso imposto por uma das empresas que concorreu e perdeu a licitação, aí o bicho pegou de vez.


Isso só foi informado a Fesec terça feira passada e então, a turma ainda tentou reverter, ou convencer que o responsável pelo parecer não aceitasse os argumentas alegados no recurso.


Nesta quinta feira 25, a direção da Sejucel com a diretoria da Funcultural reúne a imprensa para dizer que os desfiles das escolas de samba, não têm como acontecer neste final de semana, ou seja, sexta 26 e sábado 27.


Agora, quem vai pagar os prejuízos causados pelo adiamento? O governo do estado ou a prefeitura?


Todas as escolas de samba terão que manter seus barracões abertos, pagando a mão de obra dos artesãos e artistas que estão trabalhando no acabamento das alegorias e adereços. Alguém vai perguntar: “Vocês não estavam prontos para desfilar?” Sim estávamos e estamos, porém, para manter as alegorias sem nenhum dano é preciso a manutenção diária.


Os presidentes de escolas de samba também estão preocupados com o atraso no repasse da segunda parcela dos subsídios, que de acordo com a legislação, só pode ser efetuado após os desfiles. Como os desfiles serão adiados, esse repasse vai demorar. Assim sendo a Fatura do Cartão de Crédito vai vencer, os cheques pré datados serão executados e os carnavalescos arcarão com os prejuízos da irresponsabilidade da equipe da Sejucel.


Por muito menos que isso o Severino Costa foi exonerado da presidência do Palácio das Artes! Lembram? Só sei que até o governador entrou na parada ontem a tarde, tentando resolver o impasse.


Dizem que teve deputado pedindo a cabeça de alguém em discurso na tarde ontem na Assembleia. Ou a gente acabada com os predadores da cultura ou eles acabam com a nossa cultura. Votação aberta!


Parabéns senador Acir Gurgacz pelo seu aniversário neste dia 25 de fevereiro.


Sejucel reúne imprensa para justificar o adiamento de desfile

O superintendente da Sejucel Rodnei Paes, recebe a imprensa na manhã desta quinta feira 25, para anunciar, que em virtude de problemas na Licitação para contratação da estrutura das arquibancadas, camarotes e sonorização, os desfiles das escolas de samba precisam ser adiados.

A coletiva está marcada para acontecer as 09 horas na sede da Fundação Cultural do Município de Porto Velho – Funcultural na rua Elias Gorayeb com D. Pedro II. Os motivos e as novas datas serão anunciados na oportunidade, como todos os esclarecimentos necessários.

Caso seja confirmado o adiamento dos desfiles, as escolas de samba amargarão prejuízos incalculáveis, uma vez que terão que permanecer com os barracões de alegorias e adereços, costureiras, figurinistas e cozinha funcionando por mais alguns dias. “Estamos reivindicando que os dessfiles aconteçam no máximo nos dias 4 e 5 de março”, disse o presidente da Fesec Hudson Mamedes, lembrando que as escolas de samba se prepararam ára entrar na passarela do samba neste final de semana, “Porém a burocracia governamental não está permitindo”.

Segunda Parcela do Subsídio

A maior preocupação dos dirigentes das escolas de samba, é que, caso os desfiles sejam realmente adiados, o repasse da segunda parcela dos subsídios atrase, pois de acordo com normas da Controladoria Municipal e da PGM somente após a prestação de contas da primeira parcela é que a segunda parcela será liberada. Vale salientar que essa prestação de contas deve ser feita através de fotografias e vídeos das diversas fases da montagem do enredo das escolas o que envolve principalmente os desfiles. “O problema é que compramos no cartão de crédito e cheque pré datado e com a segunda parcela atrasando, vamos ter que arcar com os juros”.

Governador tenta resolver o problema

Na tarde de ontem o governador Confúcio Moura tomou conhecimento dos problemas com a Licitação do Carnaval e convocou reunião com as equipes da Sejucel e Supel na iminência de resolver o mais rápido possível, o impasse, inclusive solicitando que a equipe das duas superintendências se empenhassem para realizar os desfiles das escolas de samba neste final de semana, ou seja, nos 26 e 27 conforme programado. “Uma coisa é certa a prefeitura através da Funcultural está cumprindo sua parte na parceria. A culpa no adiamento do evento é de total responsabilidade do pessoal da Sejucel”, finalizou o vice-presidente da Funcultural Rafael Altomar.

Produtores de cultura criam fundação em Jaru

Nesta terça-feira, dia 23 de Fevereiro na Escola Municipal Jean Carlos Muniz, as 19:30 horas; estiveram reunidos diversos Produtores Culturais de Jaru, o Prefeito Municipal Inaldo Pedro Alves, a Secretaria Municipal de Educação Ciderli Santana Souza; o Diretor Cultural Professor Uelton Salomão; a Representante da SEDUC de Jaru Professora Núbia Morali, o

Presidente da OAB Dr. Indiano Pedroso Gonçalves; o Diretor da Interativa FM Cirilo Pereira Rodrigues; Artista Plástica: Marlene Loira, Diretores, Professores de Artes, Vereador Jeferson Lima, SEMCEL, DJs, alunos Jaruenses para buscarem soluções para a Criação da Fundação.

Como palestrante foi convidado o Produtor Cultural e fundador da Fundação Cultural de Ji-Paraná Firmineto Mendes; para relatar como foi a criação, quais são as vantagens e facilidades do Município ter a Fundação Cultural, modelos de Legislação Cultural, Estatuto da Fundação e diversos temas abordados sobre o assunto.

A Secretaria Municipal de Educação Ciderli Santana explanou que com a criação da Fundação Cultural o nosso município só tem a ganhar, dando um suporte as produções culturais e a busca de recursos através do Ministério da Cultura, Secretarias Estaduais e Comércio em geral será facilitado. A Representante da Seduc em Jaru, Núbia Morali disse que a parceria juntamente com a Semed dará maior credibilidade para o retorno da Fanfarra Jaruense, com a junção dos órgãos O Diretor da Interativa FM Cirilo, já se prontificou com a parceria e também estará presente na reunião de discursão para a elaboração do Estatuto.

Fonte: Zé Katraca

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias