Quarta-Feira, 25 de Maio de 2016 - 14:58 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: SEJUCEL APRESENTA PROJETO DO ESPAÇO MULTI-EVENTOS

Graças a intervenção do superintendente da Sejucel, Rodnei Paes, o Parque dos Tanques que até bem pouco tempo, era de responsabilidade da Secretaria de Ação Social – SEAS, em ato assinado pelo governador Confúcio Moura passa a ser administrado pela Sejucel.


Imprimir página

A Diretoria da Associação da Imprensa de Rondônia (AIRON) convida a todos os associados para a Assembleia Geral que será realizada dia 4 de junho de 2016, às 9 horas, em primeira convocação, e em segunda convocação, extraordinariamente, às 10h30, no Auditório da Biblioteca Francisco Meireles, Rua José Bonifácio, em Porto Velho (RO), Centro, para deliberar sobre ajustes na Diretoria Executiva, no Estatuto e aprovação do Regimento Interno da entidade, bem como deliberar sobre outros assuntos de interesse dos profissionais de Comunicação Social que atuam na sua jurisdição - Osmar Ferreira da Silva – Presidente.


Put's grila! Roraima um estado que não chega a contabilizar Um Milhão de habitantes, tornou-se de uma hora para outra assunto mundial. Graças as peripécias do seu senador Romero Jucá e do ex governador Neudo Campos. Já pensou!


Romero Jucá não conseguir emplar uma quizena como Ministro do Planejamento, caiu na rede, planejando a derrubada da Operação Lava Jato. Seu comparsa Sérgio acertou-lhe o Machado no meio do quengo que o presidente em exercicio Temeu e resolveu exonera-lo do cargo antes que o ventilador chegasse mais perto.


O outro roraimense cumprindo ao pé da letra sua árvore genealogica que diz respeito a “Campos” foi vítima de uma “praga” da “Gafanhotos” de fazer inveja aos Egipios dos Dez Mandamentos.


Roraima do poeta Eliakim Rufino autor do sucesso Mosquito da Malária - “Hoje quem defendende a Amazônia é o mosquito da malária. Se não fosse esse mosquito, a floresta virava palha” e o mais recente “Pimenta e Sal”. Vai ver o Eliakim já deve estar pensando em escrever “Vergonha Roraima”. Ainda bem que dessa vez, não confundiram Rondônia com Roraima.


Nós de Rondônia não devemos ficar pensando que nossos representantes estão a salvo de a qualquer momento, também transformarem mais uma vez o nome do estado em manchete negativa na grande mídia nacional e internacional. Material para isso temos até demais. É só levantar o carpete da Draga para a despescagem que muita coisa vai aparecer. Você pode escapar do tsunami mas, da Lava Jato, é dificil.


Quero aqui agradecer de público o superintendente da Sejucel Antonio Rodnei Paes por dizer durante seu discurso apresentando o Projeto que tranforma o Parque dos Tanques em Espaço Multi-eventos: “O Zekatraca aqui andou me batendo em sua coluna durante o carnaval”! Querendo dizer que não merecia as críticas que fizemos à época, por ele não conseguir contratar a estrutura de arqubancada para que o carnaval fosse realizado na data prevista pela direção da Fesec. Valeu Rodnei, assim ficou provado que o Zekatraca não alivia nem seus chefes.


Quem está com tudo e não está prosa é o arquiteto e historiador Lucas Varanda (Veronesse). Em menos de uma semana, ele foi destaque em tudo quanto foi mídia, por ser o autor do Projeto do Palácio da Memória (Presidente Vargas). E segundo feira apresentando o Projeto do Espaço Multi-eventos que vai abrigar o Arraial Flor do Maracujá, o desfile das escolas de samba e rodeios entre outros eventos de grande porte. O Projeto foi muito bem elaborado. Nosso espaço Multi-eventos será um dos mais modernos do Brasil. É obra no estilo Oscar Niemeyer. Parabéns Lucas!


Parabéns a Sejucel e em especial ao superintende Rodnei Paes pela conquista do espaço que estava sendo administrado pela SEAS e agora com o aval do governador Confúcio Moura passar a ser da responsabilidade da Sejucel. Em breve teremos o Bumbodromo/quadrilhodromo/sambodromo tudo junto. Na Cidade da Cultura.


Sejucel apresenta Projeto do espaço multi-eventos

O arquito Lucas Varandas, apresentou na noite da última segunda feira 23, na sede da Federação das Quadrilhas, Bois Bumbás e Grupos Folclóricos de Rondônia – Federon o projeto que transforma o Parque dos Tanques, no Espaço Multi-Eventos de Porto Velho. Graças a intervenção do superintendente da Sejucel, Rodnei Paes, o Parque dos Tanques que até bem pouco tempo, era de responsabilidade da Secretaria de Ação Social – SEAS, em ato assinado pelo governador Confúcio Moura passa a ser administrado pela Sejucel. “Foi no final do Flor do Maracujá do ano passado que os integrantes de grupos das culturas populares de quadrilhas e bois bumbás passaram a reivindicar a transformação desse ambiente em espaço multi-eventos. Aqui queremos destacar o esforço do vice-governador Daniel Pereira que junto com a gente correu atrás conseguindo de início, a autorização para a Federon e a Fesec se instalarem aqui dentro, porém, nosso objetivo era bem maior, ou seja, conseguir a administração para a responsabilidade da nossa superintendência, pois só assim, poderíamos trabalhar em cima de um projeto real para a transformação do espaço” disse Rodnei.

Durante viagem junto com o governador Confúcio Rodnei Rodnei aproveitou e fez o pedido que de imediato foi aceito. “Hoje estamos aqui junto com vocês apresentando com orgulho o termo de cessão assinado pelo governador”.

Rodnei com a certeza de que conseguiria a administração do Parque solicitou ao Lucas Varanda que é funcionário da Sejucel que elaborasse o projeto arquitetônico do Espaço, o que foi apresentado na noite da última segunda feira aos integrantes dos grupos folclóricos e representantes das escolas de samba.

O espaço contará com área para a realização do Arraial Flor do Maracujá, Passarela para os desfiles das Escolas de Samba e Arena para Rodeis além do Prédio que vai abrigar conferências e outros eventos culturais. “Aproveitei os três platôs que existem no terreno o que reduz significativamente o custo da obra”, disse o arquiteto Lucas Varanda.

No final, Rodnei disse que a partir daquele momento a Sejucel através de seus endereços nas redes sociais, estaria recebendo sugestões de adequação caso seja viável, inclusive como deve se chamar o Espaço. Alguns de imediato sugeriram que o nome seja “Cidade da Cultura”.

Fonte: Zé Katraca

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias