LENHA NA FOGUEIRA: POETA ELIZEU BRAGA - News Rondônia O evento cultural reuniu artistas, professores da UNIR, estudantes, jornalistas e leitores em geral, e contou com o apoio da Associação Cultural Rio Madeira, que co-produziu a obra, subsidiando a política de sustentabilidade daquele espaço cultural, através de convênio firmado entre a ACRM e a Arigoca.

Porto Velho,

Sexta-Feira , 29 de Abril de 2016 - 15:25 - Colaboradores


 


LENHA NA FOGUEIRA: POETA ELIZEU BRAGA

O evento cultural reuniu artistas, professores da UNIR, estudantes, jornalistas e leitores em geral, e contou com o apoio da Associação Cultural Rio Madeira, que co-produziu a obra, subsidiando a política de sustentabilidade daquele espaço cultural, através de convênio firmado entre a ACRM e a Arigoca.

ImprimirImprimir página

Os Jogos Rio 2016 também são os Jogos do Brasil. Com o objetivo de levar o espírito olímpico às cinco regiões do país e preparar a população para o maior evento esportivo mundial, o Grupo Bradesco Seguros, patrocinador oficial e segurador dos Jogos Rio 2016, criou o Museu Itinerante Se prepara Brasil.


De 30 de abril a 31 de agosto, duas carretas passarão por 45 cidades apresentando uma exposição gratuita sobre rodas com mais de 100 peças do acervo do Comitê Olímpico Internacional (COI), do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê dos Jogos Rio 2016, além de coleções particulares.


Os veículos partirão de Vitória e Goiânia, em 30 de abril, e o Museu Itinerante estará em Porto Velho, nos dias 29 e 30 de maio, em frente ao Mercado Cultural. Após percorrer cerca de 30 mil quilômetros, as carretas se encontrarão no Rio de Janeiro e ficarão expostas na cidade olímpica durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.


A Associação dos Ferroviários da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, comemora neste sábado (30), O Dia do Ferroviário, e homenageia estes pioneiros que lutaram por décadas na construção de Rondônia. Na data que se comemora o dia destes trabalhadores, 30 de abril, a Associação convida a imprensa em geral para participar de um café da manhã, a partir das 8h40, na sede administrativa do Complexo da EFMM.


Para os membros da diretoria da Associação dos Ferroviários da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, há muito que se comemorar, pois os esforços da atual gestão vêm demonstrando resultados, através de seguidas ações na Justiça, que se concretizam em benefícios e diretos conquistados, não só para os ferroviários, mas também no que assegura a conservação e preservação do maior  patrimônio histórico e cultural do Estado.


A Entidade, representada pelo presidente José Bispo e o sindicalista George Telles (Carioca), parabeniza o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que iniciou na última terça-feira (26), os trabalhos para realizar o gradeamento que delimita o Complexo da Estrada Ferro Madeira Mamoré. A iniciativa atende a uma deliberação do Ministério Público Federal (MPF) que visa facilitar a preservação do patrimônio histórico cultural e definir o horário funcionamento. A obra está orçada em R$ 400 mil.


“Temos que ser justos e reconhecer o esforço de cada parceiro que buscamos durante esta gestão, a quem nos aliamos para o bem maior, que é a preservação do Complexo Madeira-Mamoré. Diga-se de passagem, mérito de um trabalho desenvolvido e apoiado em grande parte pelo Governo Federal e Prefeitura "Funcultural" ressaltou Carioca, que destacou também o trabalho em parceria, que vem dando certo, com os Ministérios Públicos Federal e Estadual, nas ações judiciais.


A nota acima como se pode ver, é da Associação dos Ferroviários da Estrada de Ferro Madeira Mamoré que tem a frente nossos amigos Bispo e Carioca.


Agora vem a pergunta deste humilde colunista cultural! Será que vamos ter uma Nova Linha Divisória?


Concordamos que o Complexo Turístico precisa ser preservado, principalmente dos vândalos, mas, como é que queremos revitalizar o patrimônio histórico se limitamos a visitação dos turistas. Como que vai ser esse GRADEAMENTO.


Vão arrudiar os galpões com ALAMBRADO de arame, coisa que hoje nem nos estádios de futebol ou nas chamadas Arenas não se usa mais. Olhem o que vocês estão querendo fazer. Num futubro próximo o ferroviário não vai poder mostrar de perto para seus netos o TREM que ele ajudou construir...

Poeta Elizeu Braga apresenta o livro Mormaço

O livro Mormaço, do poeta Elizeu Braga, foi lançado dia 22 de abril, à noite, na Casa de Leitura Arigoca, localizada no tradicional bairro da Arigolândia. O evento cultural reuniu artistas, professores da UNIR, estudantes, jornalistas e leitores em geral, e contou com o apoio da Associação Cultural Rio Madeira, que co-produziu a obra, subsidiando a política de sustentabilidade daquele espaço cultural, através de convênio firmado entre a ACRM e a Arigoca.

Elizeu Braga é um escritor rondoniense, nascido na comunidade Tacoã, na região do baixo madeira, e foi o único escritor convidado a representar Rondônia na 10ª edição da Badalada Literária, em 2015, realizada no Estado de São Paulo. Ele criou há três anos o Espaço Cultural Arigocóca, premiado ano passado como Casa de Leitura pelo Ministério da Cultura. Na verdade o livro foi pre-lançado num modelo diferente: o fazimento ao vivo, e de forma artesanal, onde o leitor pôde escolher e até participar da confecção da capa. Isso chamou a atenção de muita gente.

Basinho, o presidente da Associação Cultural, esteve no lançamento do livro, onde cantou, prestigiou o nascimento de mais uma obra poética na cidade e provou o delicioso vatapá feito por Almira Lopes, uma das integrantes do Coletivo Dirigente da Arigóca.

Por lá estiveram também Marcelle Regina Pereira, diretora de extensão e cultural da Unir, o poeta Binho (Rubens Vaz Cavalcante), da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis (PROCEA) da UNIR, Luana Lopes, produtora cultural, Betânia Avelar, Adailtom Alves, professor de teatro, dentre outras figuras do mundo cultural.

Festival de Arte da Unir apresenta Ernesto Melo

Começou quarta feira 27, e vai até amanhã dia 30, o II Festival de Arte e Cultura da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). A programação está bastante diversificada e inclui apresentações musicais no Mercado Cultural e no campus de Porto Velho, exposições, intervenções poéticas, apresentações teatrais, mostra de cinema, oficinas, debates e minicursos. Tudo gratuito e aberto ao público em geral.

O evento, que é organizado pela Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis (PROCEA) da UNIR, tem o objetivo de criar espaço para divulgação da cultura e da arte desenvolvidas em Rondônia; promover o intercâmbio entre os agentes que desenvolvem atividades culturais e artísticas no Estado; provocar discussões e ampliar o debate acerca da Política de Cultura da UNIR; contribuir com a formação dos discentes da Universidade; além de buscar consolidar a UNIR como espaço de fomento, produção e difusão da arte, assegurando a diversidade histórica, cultural, social e étnica das manifestações culturais e produções artísticas.

Durante a abertura oficial do evento, no auditório da UNIR-Centro, a reitora da instituição, professora doutora Maria Berenice Alho da Costa Tourinho, falou que era um anseio da sua gestão que a UNIR tornasse mais sólidas e desenvolvidas as atividades dos setores de esporte e de artes. Para a reitora, o Festival e outros eventos já realizados pela PROCEA são a prova de que esse objetivo foi alcançado.

Segundo o pró-reitor de Cultura da UNIR, professor doutor Rubens Vaz Cavalcante, a proposta do festival é envolver tanto a comunidade acadêmica quanto a comunidade externa e promover a aproximação destes públicos em um evento de arte e cultura.

De acordo com diretora de Extensão e Cultura e uma das coordenadoras do evento, professora Marcele Pereira, a intenção é consolidar o evento e estender o festival para todos os campi da UNIR nas próximas edições.

Programação de hoje

20h00 – SongUp

21h00 - 3D Nos – Pocket Show

23h00 – Ernesto Melo e A Fina Flor do Samba

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Zé Katraca

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt