LENHA NA FOGUEIRA: MAIS DE 10 MIL NA PARADA CÍVICA DE 7 DE SETEMBRO - News Rondônia Marcado para começar as 18h30 o desfile só iniciou às 19 h, após o governador em Exercício Daniel Pereira e o Comandante da Brigada Príncipe da Beira General de Brigada Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves passar em revista à tropa.

Porto Velho,

Sexta-Feira , 09 de Setembro de 2016 - 16:25 - Colaboradores


 


LENHA NA FOGUEIRA: MAIS DE 10 MIL NA PARADA CÍVICA DE 7 DE SETEMBRO

Marcado para começar as 18h30 o desfile só iniciou às 19 h, após o governador em Exercício Daniel Pereira e o Comandante da Brigada Príncipe da Beira General de Brigada Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves passar em revista à tropa.

ImprimirImprimir página

O que será melhor pra comentar? O desfile de 7 de Setembro ou o Debate entre os candidatos que aconteceu na RedeTV/RO? Tudo quarta feira.


Vamos começar pela Parada Militar/Estudantil. Ha muito tempo não se via tanta gente prestigiando os desfiles de 7 de Setembro como este ano. Era gente que nem prestava, como diz o dito popular.


Cheguei um pouco tarde, ou melhor, por volta das 18 horas e só encontrei lugar para estacionar, após rodar quase meia hora, na rua Elias Gorayeb com a Tiradentes, muito longe do palanque oficial.


Creiam da Tiradentes seguindo pela Jorge Teixeira, Imigrantes (local dos desfiles) até a Rio Madeira não tinha espaço para uma pessoa sequer. Por isso acho que tinha muito mais que 10 mil pessoas.


Uma vendedora de Pastel e refrigerante agradecia a Deus por ter vendido todo o estoque, muito antes dos desfiles começarem. “Nuca aconteceu isso nos anos anteriores”, agradecia a pasteleira.


Tá certo que alguns não conseguiram o sucesso que ela conseguiu. “Também pudera”, lamentava o vendedor de água: “Isso aqui tá parecendo o Flor do Maracujá com tanto ambulante vendendo lanche!”.


Voltando ao desfile propriamente dito. A Bailarina da Praça sabe das coisas. Com suas frases que já estão se tornando motivo de estudos acadêmicos, ela vem se destacando. Literalmente foi quem abriu oficialmente a Parada Militar ao desfilar à frente da Banda Musical da 17ª Brigada, como se fosse a Baliza da Corporação.


Positiva também foi a participação dos colégios públicos, em especial do Instituto Carmela Dutra que se apresentou com fanfarra e mais de 400 alunos marchando. O Castelo Branco também colocou mais de 400 e sua fanfarra comandada pelo Cibalena e pelo Buzuka dos velhos tempos. Na Fanfarra do Lima e Silva instrutores antigos como o Silfarney Silva desfilaram tocando. Aliás, era praticamente a Marujada do bumbá Az de Ouro a fanfarra do Eduardo. Outro destaque foi o Colégio Tiradentes da Polícia Militar. Aliás, foi show a apresentação de todos os integrantes do Tiradentes. Parabéns! A decepção ficou por conta da Escola Maria Carmosina que desfilou sem sua famosa Fanfarra além de poucos alunos.



O que não conseguiu sucesso durante a Parada Cívica, foram os Movimentos: “Grito da Terra”, “Fora Temer” e alguns outros. Reunindo todos os Movimentos de protestos que marcaram presença na avenida dos Imigrantes, não conseguimos contar 50 pessoas.


Pra quem estar acostumado com o Movimento Grito da Terra, em outros 7 de Setembro o da quarta feira passada, estava “Rouco” ninguém ouvia nada.


Alguns estão dizendo que o sucesso de público nos desfile de 7 de Setembro em Porto Velho, tem a ver com o sucesso do Ouro Olímpico da nossa seleção de futebol e as vitórias do Tite nas eliminatórias. Uns insistem em dizer que o impeachment da Dilma também tem a ver com a felicidade do povo! Será?


Se fosse assim, o povo não teria vaiado o presidente Michel Temer na abertura da Paralimpíada no Maracanã também na noite do 7 de Setembro.


Outra coisa que foi bastante comentada durante os desfiles na Imigrantes na noite de quarta feira, foi a ausência de praticamente todos os secretários do governo. Se não fosse os militares, Daniel teria ficado “sozinho” no palanque.


E o Debate? O positivo foi o mínimo o que predominou foram as besteiras. É melhor deixar pra lá!


Mais de 10 mil na Parada Cívica de 7 de Setembro

O desfile de 7 de Setembro em Porto Velho, reuniu mais de 10 mil pessoas na noite de quarta feira, na avenida dos Imigrantes e ruas em seu entorno.

Na realidade, o público tomou conta do espaço reservado para a concentração e desfiles, desde as três horas da tarde, quando a tropa das forças armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e as forças auxiliares (PM e Corpo de Bombeiros) começou a formação na pista da direita (sentido aeroporto) da avenida Jorge Teixeira entre a Tiradentes e a Imigrantes. “Faz muito tempo que não vejo tanta gente no desfile de 7 de Setembro”, comentava dona Nazaré Rodrigues acompanhada dos netos Nícolas (7) e Marcos Júnior (4 anos).

Marcado para começar as 18h30 o desfile só iniciou às 19 h, após o governador em Exercício Daniel Pereira e o Comandante da Brigada Príncipe da Beira General de Brigada Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves passar em revista à tropa. A Bailarina da Praça puxou a formação militar que foi recebida com calorosos aplausos. O desfile Militar terminou com a passagem pelo palanque oficial, da tropa motorizada de todas as unidades militares e auxiliares de Porto Velho mais integrantes do o Jeep Clube de Rondônia; Núcleo de Ação Paramaçônica Juvenil; Núcleo Alfa José Bonifácio e Silva n° 90; União dos Movimentos dos Escoteiros do Estado de Rondônia e Defesa Civil do Município de Porto Velho, Ordem Demolay e As Filhas de Jó.

Desfile Estudantil

O Colégio Tiradentes da Polícia Militar foi o encarregado de abrir o desfile estudantil, seguido pelo Instituto de Estadual de Educação Carmela Dutra; Escola Estadual Maria Carmosina; Castelo Branco; Eduardo Lima e Silva; Daniel Nery; Ulisses Guimarães; Flora Calheiros; Juscelino Kubitschek; Araújo Lima; Roberto Pires e as Fanfarras Carlos Drummond de Andrade e Fanfarra de Candeias do Jamary. Destacamos as apresentações das fanfarras do Carmela Dutra, Castelão, Juscelino, Daniel Nery, Eduardo Lima e Silva e em especial a do Município de Candeias do Jamary.

De acordo com a coordenação do evento, mais de Duas Mil (2 Mil) pessoas entre militares, estudantes e entidades de classe como a Maçonaria passaram pelo palanque armado na avenida dos Imigrantes. “Podemos considerar como um dos mais disputados dos últimos anos, o desfile de 7 de setembro deste ano”, disse o cerimonialista Lenilson Guedes.

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Zé Katraca

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt