Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2016 - 15:33 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: BLOCO ATÉ QUE A NOITE VIRE DIA

O bloco que tem como base a comunidade do bairro Mocambo o bairro mais tradicional de Porto Velho uma vez, que foi criado pela Mãe Esperança do Terreiro de Santa Bárbara há mais de Cem Anos.


Imprimir página

Comemorando dez anos de folia, o bloco “Até Que a Noite Vire Dia” vai desfilar no próximo sábado dia 30 pelo circuito do Areal.


O bloco que tem como base a comunidade do bairro Mocambo o bairro mais tradicional de Porto Velho uma vez, que foi criado pela Mãe Esperança do Terreiro de Santa Bárbara há mais de Cem Anos.


Em dez anos de carnaval o Até Que a Noite Vire Dia conquistou o folião de Porto Velho e passou a ser considerado o terceiro maior bloco da cidade em quantidade de foliões, ficando atrás da Banda e do Galo. Seu desfile tem como característica um repertório recheado de marchinhas tradicionais e marchinhas de autores que compõe para o bloco como Ernesto Melo, Bainha, Silvio Santos, Mourão e Toninho Tavernard além de muito samba enredo.


O bloco este ano, será puxado pela Banda Lua. A concentração está marcada para começar as 19h00 na praça São José. Ainda tem camiseta.


Seguindo norma estatutária a Academia de Letras de Rondônia, ACLER, realiza nesta quinta-feira, 28, a partir das 18h30 na biblioteca Francisco Meirelles, a Sessão da Saudade, para lembrar a memória do acadêmico Raymundo Nonnato Castro, falecido no final do ano passado.


O acadêmico Raymundo Nonnato Castro foi um dos 15 fundadores da Academia, fato ocorrido a 10 de junho de 1986, passando a ocupar a cadeira de número 11, cujo patrono é o Marechal Candido Mariano da Silva Rondon.


À época da criação da ACLER o acdêmico Raymundo Nonnato Castro era o secretário de Estado da Educação (Governo Angelo Angelin), depois de já ter exercido várias funções importantes em Rondônia, como a secretaria-adjunta de Interior e Justiça e, na instalação da Universidade Federal de Rondônia – UNIR, ter sido seu primeiro vice-reitor.


A Sessão da Saudade é uma determinação estatutária, devendo usar da palavra o primeiro reitor da UNIR, professor Euro Tourinho Filho, que dissertará sobre o trabalho e a defesa da constituição da Universidade, feito pelo professor Raymundo Nonnato Castro e, a seguir, sobre o perfil acadêmico e a participação do homenageado na criação da ACLER falará o acadêmico e, também fundador da Academia, Gesson Magalhães.


Logo a seguir o presidente da ACLER, acadêmico Lúcio Albuquerque fará a comunicação oficial da abertura de vaga, no caso da cadeira número 11, até então ocupada pelo acadêmico Raymundo Nonnato Castro.


Enquanto a PM não divulga a programação com os dias e horários dos desfiles dos blocos de trio elétrico, vamos diuvulgando outros assuntos de interesse da comunidade cultural.


O Banco da Amazônia divulgou o resultado dos editais Públicos 2016 para patrocínio de projetos nas áreas cultural, social, esportiva, ambiental, artes visuais e feiras e eventos. São mais de R$ 2,6 milhões que serão distribuídos a pessoas físicas e jurídicas que se inscreveram e tiveram seus projetos aprovados em três editais:


Para o edital de Patrocínios foram inscritos 879 projetos de todos os Estados da Amazônia Legal, sendo que 116 foram aprovados. Do total de aprovados, 36 propostas foram para realização de feiras e congressos, 30 culturais, 23 sociais, 16 ambientais e 11 para a área esportiva.


Foram aprovados 32 projetos do Pará, 25 do Tocantins, 22 de Rondônia, 12 do Amazonas, 8 do Acre, 7 do Maranhão, 6 do Mato Grosso, 3 de Roraima e um do Amapá.

Fonte: Zé Katraca

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias