Terça-Feira, 04 de Outubro de 2016 - 11:16 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: ALEKS PALITOT

A cultura e a educação foi premiada com as eleições do Aleks Palitot o campeão de votos dessa eleição.


Imprimir página

Quase que Porto Velho nos seus 102 anos, recebe um ótimo presente. Aliás, só não foi ótimo, porque alguns vereadores dos 21 que atualmente estão na Câmara conseguiram se reeleger. Na realidade sete (7).


Pelo menos uns três não mereciam voltar. Teve deles que só voltou, graças ao tal de voto de legenda. Isso tem que acabar, tem que ser que nem o campeonato brasileiro. Ponto corrido, ou seja, ganha quem conseguir o maior número de votos.


A cultura e a educação foi premiada com as eleições do Aleks Palitot o campeão de votos dessa eleição. A cultura carnavalesca, precisamente a dos blocos de trio elétrico, agora tem o Márcio Miranda que foi o fundador e presidente do bloco Até Que a Noite Vire Dia, representante do bairro Mocambo, da praça São José.


Pra falar a verdade, a turma da cultura era formada pelos candidatos Thiagão (1000 votos); Raymison Correa (686 votos); Banana Split (180 votos) Negaça (167 votos); Pai Francisco (339 votos); Fernando Rocha (283 votos) e a Sacerdotisa Marlene Monteiro (128 votos). O Fernando aparece no mapa de apuração como inelegível. Nem ele soube explicar o motivo. “Minha foto aparecia na urna normalmente”, disse Fernando.


A Cristiane Lopes nossa colega de jornalismo, teve expressiva votação, só esperamos que ela faça o que os demais colegas nunca fizeram, ou seja, reivindicar alguma coisa em favor da nossa categoria. Precisamos com urgência de um terreno para levantarmos nem que seja uma palhoça, para servir de ponto de encontro dos jornalistas, já que o SINJOR não serve pra nada.


Bom. Assim se faz uma câmara de vereadores, uns bancam as princesas que acham que devem bancar outros prometem o que não conseguirão realizar e a maioria quer mesmo é estar lá. Só pra rimar!


Vejo alguns colegas que militam como articulista politico, dizendo que mais uma vez o IBOPE errou nas pesquisas que fez em Porto Velho quanto aos candidatos a prefeito. Na minha concepção não errou nada. Explico:


O Instituto divulgou que o candidato Léo Moraes estava com 26% das intenções de votos e Dr. Mauro com 24. Foi isso que aconteceu no final da apuração. Léo com 26,08% e Dr. Mauro com pouco mais de 24%.


A novidade foi o Dr. Hildon Chaves com 27,25%. Ora, se as percentagens de votos do Léo Moraes e do Dr. Mauro permaneceram as mesmas, de onde vieram os votos do Hildon Chaves?


Não sei se os leitores lembram, mas, coloquei nesta coluna dias antes da eleição, que o Dr. Hildon vinha se destacando nos debates e poderia surpreender. Ainda postei, pena que a reação dele (Hildon) chegou muito tarde. A prova foi no resultado final.


A última pesquisa do Ibope dava o Roberto com 16% e Hildon com 9%. Deduzo, que após o Debate da SIC/TV quando Hildon atacou Sobrinho (pesado) e também o Pimentel ele deu a guinada rumo a sua expressiva votação. Tirou a maioria dos votos do Roberto e o resto ganhou dos até então indecisos.


É simples, é só fazer a soma de 16 + 9= 25% mais alguns votos dos indecisos chegou a 27%.


Tá ganho no segundo turno? Tá não! O segundo Turno é outra eleição e como ele ofendeu muito os candidatos Pimentel e Roberto Sobrinho com certeza os eleitores que votaram nesses candidatos jamais concordarão com ele.


Se o candidato Léo Moraes souber se aproveitar disso será eleito com mais de 5% de diferença no segundo turno. Quer apostar?


E o Duelo na Fronteira tá chegando. Tudo indica que sexta feira a festa dos Bois Malhadinho e Flor do Campo vai começar! Será?

Fonte: Zé Katraca

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias

Http://www.Auto-doc.pt