LAPSO MENTAL - POR MAX DINIZ - News Rondônia Um choque entre complexos psíquicos em cadeia associativa e temporal gera o efeito conhecido como Lapso mental.

Porto Velho,

Sabado , 30 de Janeiro de 2016 - 10:55 - Colaboradores


 


LAPSO MENTAL - POR MAX DINIZ

Um choque entre complexos psíquicos em cadeia associativa e temporal gera o efeito conhecido como Lapso mental.

ImprimirImprimir página

Para melhor compreender um Lapso mental imagine uma situação em que você recorra a um processo mnemônico prévio, em que suas funções límbicas são ativadas para resgatar determinada recordação revertida na forma de um pensamento. Porém num instante seguinte e mais momentâneo um outro complexo é ativado em sua mente que permita você interligar fatos que estavam previamente associados na relação causa, efeito e consequências, em que os efeitos e causas transversos se chocam indicando consequências que não se cruzam dentro de uma realidade anteriormente fabricada.

Eu e meus amigos fomos assistir ao filme A 5º ONDA quando meu processo mental se identificou com uma passagem do filme onde um general fazia um recrutamento de crianças para uma guerra no estilo de Armagedon. Tal general pronunciou palavras que disse considerar de grande estima para reforçar o sentimento de luta da corporação que estava formando: Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Minha mente quando ouviu esta frase sofreu uma identificação como um elemento percebido de uma inflexão do passado.

O meu córtex somatossensorial começou a procurar a informação dentro do meu cérebro, até chegar a recordação em que em um passado remoto eu havia sintetizado o conceito em um de meus livros como resposta a esta frase acabei por escrever o conteúdo: As coisas de menino se foram e, como forma de afirmação, só respondia àquilo que tinha plena certeza de saber,...

No meu pensamento, no exato instante da cena o primeiro fragmento me dava a certeza de que o conteúdo transmitido pela película fazia alusão a um trecho do meu livro, o que elevou meu estado de atenção em perseguir a história como um foco mais denso, interessante e gratificante.

Porém a exposição do fato para meus amigos, me levou a percepção de que a frase era algo também reconhecida por eles, sendo que não havia a leitura prévia do que eu havia falado sobre o meu livro.

Chegamos à conclusão que a frase do filme havia sido extraída da bíblia, e após pesquisa descobriu-se que que tratava da passagem1 Coríntios 13:11. Procurei fazer uma meditação para tentar identificar o que ocasionou o lapso mental, uma vez que o assunto havia despertado interesse pessoal.

Então descobri que o texto que havia escrito em 1997 eu havia previamente feito uma leitura da bíblia em que a introdução do meu pensamento ficou ancorada ao 1 Coríntios 13:11 como uma resposta sensorial à passagem bíblica que havia sintetizado em minha mente naquela ocasião.

O Lapso mental quando veio à tona diante da tela do cinema, pegou a mensagem âncora (versículo bíblico original) e fundiu em minha mente como sendo algo que eu próprio havia escrito da mesma forma corrente em meu livro Lender publicado pela primeira vez em 2001.

Mas na realidade o processo se formou a partir do nível associativo em que a informação primária se fundiu com meu estado de consciência no instante em que havia resolvido escrever o trecho do meu livro.

O Lapso mental é fortemente influenciado pelos processos de ancoragem que condicionam os fatores de formação do pensamento. E diante de conteúdos que se tornam conscientes destas âncoras, os indivíduos tendem a resgatar suas recordações passadas para torná-las também eventos conscientes em suas mentes. A racionalização do Lapso mental é a melhor forma de promover o discernimento e fazer com que o indivíduo não se distancie da realidade e a projeção dos pensamentos.

O foco no objetivo presente cria o Lapso Mental. Em outras palavras a linha de raciocínio que privilegia o pensamento corrente pode contribuir para afetar as afirmações de um indivíduo que o faz crer que o par relacional presente em sua mente seja a realidade que o afeta de forma a interferir sobre o seu condicionamento temporal. Isto envolve expectativas, relevância e importância de seus assentimentos e abstrações.

O efeito do Lapso mental não é o puro desencadeamento de uma situação de conflito psicológico, mas sim um mecanismo utilizado pelo cérebro que permite acessar as regiões mnemônicas vizinhas em que o processo de formação do pensamento permite a junção de informações na forma da brevidade de um pensamento. 

Max Diniz Cruzeiro
LenderBook Company
www.lenderbook.com

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Max Diniz Cruzeiro

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt