Quarta-Feira, 04 de Outubro de 2017 - 16:58 (Tecnologia)

L
LIVRE

JOVENS PODERÃO ALISTAR-SE AO SERVIÇO MILITAR PELA INTERNET

Além da evolução do serviço, novo sistema reduzirá as enormes filas no entorno da Junta do Serviço Militar


Imprimir página

A partir de janeiro de 2018, os jovens masculinos aptos ao alistamento militar não terão, necessariamente, que comparecer a uma Junta do Serviço Militar (JSM) para alistar-se. O procedimento poderá ser feito on line para os jovens em ano de convocação. Para os que estão com a data do alistamento atrasada, deverão comparecer às JSM.

O Exército, por meio das Regiões Militares, disponibilizará o mecanismo de acesso rápido através computadores, tabletes e telefones móveis com acesso à internet. Com isso, os que precisam prestar o serviço militar obrigatório poderão alistar-se de sua residência e qualquer outro ambiente, evitando a permanência nas eventuais longas filas que ocorrem nas juntas.

Ao alistar-se eletronicamente, o jovem receberá um número de registro de alistamento do Certificado de Alistamento Militar, podendo, através do site www.alistamento.eb.mil.br, saber se prossegue na seleção para o serviço na Marinha, no Exército ou Aeronáutica, ou se será dispensado, recebendo o Certificado de Dispensa de Incorporação.

Para os jovens que completam 18 anos em 2018, a data para o alistamento vai até o dia 30 de junho. O secretário da JSM de Porto Velho, Júlio Mercado, explica que com a implantação do novo sistema, “o jovem estará dispensado do comparecimento aos locais de alistamento, ganhando em tempo e podendo se alistar de qualquer local, o que ainda não pode ser feito agora”.

Mercado diz também que o alistamento presencial continuará a ser feito na Junta para os que não tiverem acesso à internet e aos meios eletrônicos, mas que a proposta do Ministério da Defesa, com a inovação, é facilitar o serviço de alistamento. Segundo ele, anualmente 6 mil jovens rondonienses comparecem à JSM.

Fonte: 010 - Junta Militar|Fotos: Arquivos

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias