Sabado, 24 de Setembro de 2016 - 010:1 (Colaboradores)

L
LIVRE

IMITAÇÃO - Por Max Diniz Cruzeiro

Imitação é a arte de replicar som proveniente de frequência captada a partir do ambiente, sem necessariamente ser definida como um ato de comunicação, mas sim, uma reprodução fiel daquilo que foi absorvido.


Imprimir página

Imitação é a arte de replicar som proveniente de frequência captada a partir do ambiente, sem necessariamente ser definida como um ato de comunicação, mas sim, uma reprodução fiel daquilo que foi absorvido.

O princípio da imitação é muito importante para quem deseja produzir equipamentos para reprodução do som.

Para que a imitação seja bem-sucedida há que se pensar em um mecanismo mnêmico que armazene a frequência de som para que logo ela seja amplificada e desencadeada de forma expressa em um sistema de transposição do som.

No caso humano o sistema nervoso central assume o papel da coordenação mnêmica e a boca atua como propagadora do sinal armazenado.

A fala humana é um mecanismo de imitação, ela desencadeia os espectros armazenados, mas só com um grande diferencial de transmitir sequências conexas de acordo com a percepção daquilo que verdadeiramente afeta o sujeito em que transformações de densidade são projetadas a fim de que o sujeito informe na direção do ambiente o grau de comprometimento de suas funções em relação as afetações recebidas e catalogadas.

A imitação pura, sem sentido definido de comunicação serve para testar a receptividade de um indivíduo em relação a um estímulo proveniente do ambiente, em que um teste pode ser reproduzido a fim de que o indivíduo possa medir sua capacidade de se ajustar a uma demanda ambiental e corresponder conforme uma sequência definida que lhe fora encaminhada.

Por que a imitação pura, sem sentido não é considerada comunicação? Porque não existe transformação sobre o código que agregue valor que seja transferido por meio de um canal que resulte em uma diferenciação em que o nível de resposta possa comutar a necessidade de ampliação da mensagem que resulta em novas variações de entendimento.

Porém a variação de imitação em que uma mensagem pelo canal de comunicação que soa como um teste do canal, como por exemplo a resposta de um Alô telefônico, tem a funcionalidade de demonstrar que o canal está conectado e em pleno funcionamento. Neste caso a função enfática fônica tem sua impregnação no sentido de alertar, portanto sofre uma modificação, em que se é esperado o desencadeamento de uma retórica a fim de que a migração de informações possa induzir o raciocínio para uma expressividade na forma de fala.

A função de imitação quando bem definida faz indicar para o receptor a ausência de comunicação, e não a função de interjeição, negação, deboche ou afirmação. Porque é perceptível sobre o sinal audível a simples necessidade de replicação do som.

Embora se construiu a falsa impressão que em animais como o Papagaio e a Cacatua, possuem uma função de imitação bem definida, nada impede que tais animais utilizem este recurso como uma forma inteligente de aproximação, de agradabilidade de outro ser, ou uma necessidade de integração que diz respeito a um contexto subjetivo do animal não percebido durante as etapas e os processos em que sua imitação esteja em evidência.

Treinamentos específicos com tais aves podem gerar laços em que a vontade do animal passa a interagir com a vontade do ser humano que está tutelando a ave e desencadear uma relação afetiva de troca, baseada na recompensa por alimentos ou necessidade de carinho e tendo como moeda a “imitação”.

A habilidade da imitação requer modulação da frequência para que o recurso seja fiel ao espectro recebido. Algumas pessoas são tão eficazes diante deste processo que conseguem transmutar a voz no sentido de fazer “caricaturas”-sonoras tão fieis que um ouvinte quando serrar-lhe os olhos é capaz de se confundir associando o personagem a identidade real de quem se simula o ato de comunicação.

Imitar tem um preço elevado neurológico, uma vez que o indivíduo deva fortalecer os laços sonoros de uma identidade-“Outra” que possui uma personalidade distinta do imitador.

É como se o anotherself do imitador estivesse sintetizado em pleno funcionamento e se incapaz de se confundir com o seu próprio self de quem imita.

O eco é uma forma de propagação natural presente na natureza em que a função de imitação é estabelecida fazendo um som se propagar por uma distância considerável.

Alguns habitats construídos pelo homem, ou cavernas naturais conseguem também sintetizar esta função de replicação sonora. Estudar os padrões e componentes de que são feitos tais construções é fundamental para a criação de equipamentos de transmissão de informações a fim de potencializar um ganho tecnológico pela economicidade de energia e elevação do potencial de amplificação sonora.

Há que se pensar em uma estrutura controladora da frequência fixada em que o sujeito não deixa que o espectro de voz seja influenciado pelo seu próprio self a fim de que o sinal puro possa ser devolvido ao ambiente.

Então é requerido além de um represamento, uma estrutura lógica que tangencia conteúdos mnêmicos e ao mesmo tempo é capaz de modular a frequência audível para uma disseminação o mais fiel possível a um contexto percebido sem que influências internas resultem em uma deformação da pureza daquilo que se deseja replicar.

Há que se pensar em imitação como uma redundância que se dobra sobre o ambiente ao se reproduzir sobre si mesma algo que se devolve cópia-fiel ao que se projetou sobre o corpo, em que pode se pensar em estruturas de invisibilidade como se o corpo fosse imune as flutuações e variações de seu próprio contexto interno, evidenciada como uma capa de imunidade sonora.

Fonte: Max Diniz Cruzeiro

Noticias relacionadas

  • 19.08.2017 09:21
    MAIS DE 20 MIL FAMÍLIAS COMEMORAM O FIM DO DRAMA DA FIGURA A
  • 18.08.2017 13:10
    LENHA NA FOGUEIRA: O NEGÓCIO TAVA PEGANDO FOGO, NA MANHÃ DE ONTEM, LA PRAS BANDAS DO NONO ANDAR DO PALÁCIO RIO MADEIRA
  • 18.08.2017 08:55
    TEMPO JOGADO FORA: PERDEMOS A CHANCE DE MUDAR NOSSA PREVIDÊNCIA HÁ 20 ANOS
  • 18.08.2017 06:05
    EXCLUSIVO: FROTA DE VEÍCULOS DA PREFEITURA ESTÃO SENDO APREENDIDOS POR ATRASO NO PAGAMENTO DE IMPOSTOS
  • 17.08.2017 12:46
    LENHA NA FOGUEIRA: DE REPENTE A SEJUCEL FOI DO CÉU AO INFERNO EM POUCAS HORAS
  • Comentários

    Veja também

    Outras notícias + mais notícias

    Http://www.Auto-doc.pt