Quarta-Feira, 11 de Maio de 2016 - 16:20 (Pecuaria)

L
LIVRE

IDARON ALERTA PARA O FIM DO PRAZO DE VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA EM RONDÔNIA

O governo de Rondônia pretende fechar até domingo a campanha de vacinação com a imunização de 100% do rebanho, de 0 a 2 anos


Imprimir página

Os pecuaristas de Rondônia que ainda não vacinaram seu rebanho contra a febre aftosa devem correr contra o tempo e adquirir a vacina antecipada para imunização de bovinos e bubalinos até o próximo domingo (15), quando encerra esta campanha. O alerta é do presidente da Agência de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron), José Alfredo Volpi, que pediu diligência aos criadores para evitar complicações de ordem legal e multas desnecessárias.

Segundo ele, o governo de Rondônia pretende fechar até domingo a campanha de vacinação com a imunização de 100% do rebanho, de 0 a 2 anos (24 meses), mas é preciso declarar a totalidade dos animais de todas as propriedades (todo o rebanho), de modo que a Idaron possa planejar suas ações, e o estado possa dispor de dados estatísticos confiáveis para também organizar e planejar políticas específicas para o setor.

O presidente da Idaron foi incisivo e fez questão de chamar a atenção de todos os criadores para a importância de se observar o prazo para vacinar, assim como para declarar na Agência o resultado da vacinação, o que deverá ser feito até o próximo dia 20.

A não vacinação dos animais desta faixa etária nesta campanha implica na imputação de multa no valor de R$ 152,72 por animal não vacinado. Já a não declaração no prazo prevê multa no mesmo valor, por propriedade, lembrando que o pecuarista, neste ato, deve declarar os animais vacinados e não vacinados, todo o rebanho.

Segundo dados da Agência Idaron, desde o lançamento da campanha até a manhã desta quarta-feira (11) foram declarados 7.933.107 cabeças de gado de 57.225 proprietários do Estado de Rondônia, que representam 62% do total do rebanho estadual -, números que são atualizados a todo instante, e que indicam um aumento considerável do rebanho estadual de bovino e bubalino.

Fonte: secom - governo de rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias