Sexta-Feira, 14 de Setembro de 2018 - 18:13 (Polícia)

12
Não recomendado para menores de 12 anos

HOMEM TENTA BEBER PINGA DE GRAÇA, FICA IRRITADO AO NÃO SER ATENDIDO E AGRIDE DONO DE BAR

Ele pegou um pedaço de madeira e partiu para cima da vítima, depois acabou preso dentro de casa. O caso aconteceu no MT.


Imprimir página

Um homem de 50 anos foi preso nessa quinta-feira (13) depois de tentar beber pinga de graça em um bar no Bairro Jardim Paula II, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá,ter o pedido recusado e agredir o dono do estabelecimento com um pedaço de madeira. O caso aconteceu às 9h45 da manhã.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar no local, ouviu a versão contada pelo dono do bar. Ele afirmou que o suspeito chegou pedindo um copo de aguardente e disse que não iria pagar pelo que consumisse. O proprietário se recusou a atendê-lo e, a partir daí, começou a confusão.

Irritado, o suspeito pegou um pedaço de madeira e foi para cima da vítima. Os dois começaram a se agredir, até que um vizinho socorreu o dono do bar e o suspeito fugiu.

A vítima levou os policias à casa do suspeito, que, ao perceber a chegada da viatura, tentou fugir pelos fundos da casa. Ele resistiu à prisão chegando a agredir os militares, mas, por fim, acabou detido. Mesmo algemado, o suspeito ainda ficou se debatendo no chão e tentou não entrar na viatura.

Conforme o boletim de ocorrência, a todo momento, o suspeito ainda ameaçava e xingava os policiais, dizendo que sabia tudo sobre eles, inclusive que não andavam armados o dia inteiro e o local onde moravam.

Como estava machucado devido à briga com o dono do bar e a resistência à prisão, o suspeito foi encaminhado ao Pronto-Socorro de Várzea Grande, porém, recusou o atendimento médico.

Por fim, ele foi entregue na Central de Flagrantes de Várzea Grande, onde seguiu tentando atrapalhar o trabalho policial e se negando a dizer seus dados. “Investiga aí”, disse o suspeito, conforme o boletim de ocorrência.

Os militares informaram que isso pioraria a situação dele, mas de nada adiantou. Em tom de ameaça ele dizia: “faz o seu, que depois eu faço o meu”.

A vítima foi encaminhada ao Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde ficou sob cuidados médicos. O caso foi registrado como tentativa de homicídio doloso.

Fonte: 010 - olivre

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias