Domingo, 17 de Junho de 2018 - 09:02 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

HELICÓPTERO CAI NO SUL DE MINAS E DEIXA MORTOS

Aeronave teria sofrido pane depois de decolar da Grande BH e caiu às margens da MG-179, em Espírito Santo do Dourado


Imprimir página

MINAS GERAIS - O helicóptero matrícula PR-JMB, que partiu de Nova Lima, na tarde deste sábado, com destino ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, caiu no início da noite com quatro pessoas nas margens da MG-179,na Zona Rural de Espírito Santo do Dourado, no Sul de Minas. Ainda não há informações sobre os passageiros. De acordo com o Corpo de Bombeiros, pelo menos duas pessoas morreram, o piloto, identificado como Luis Gustavo Soares, e um passageiro, o empresário Marcio Bissoli.

Apesar disso, ainda de acordo com os Bombeiros, não é possível precisar o número de passageiros que estavam a bordo. O plano de voo previa quatro pessoas, mas dois deles teriam desembarcado antes. "Ainda estamos levantando as vítimas, documentos e o que possa ser encontrado. Mas queimou tudo", afirmou o capitão Ivan Neto. 

Segundo o tenente Pedro Aihara, chefe de imprensa do Corpo de Bombeiros, as equipes foram acionadas por volta das 19h40, por parte dos moradores próximos ao local e pela Central de Controle de Tráfego Aéreo de Brasília. Na versão dos moradores, contada aos bombeiros, o helicóptero pegava fogo na parte de cima na hora da queda. Ainda para os cidadãos, o meio de transporte explodiu no momento em que tocou no solo.

A aeronave, da fabricante Agusta, modelo A109S, em nome de uma instituição bancária, teria apresentado problemas mecânicos durante o voo entre Pouso Alegre e Espírito Santo do Dourado, no Sul de Minas. O local da queda, um barranco, ficou completamente destruído, segundo os bombeiros.

No helicóptero, operado por uma empresa de transporte de Minas, estavam quatro pessoas, de acordo com o plano de voo. Segundo o Cenipa, que confirmou a queda, os Investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA III), vão começar a investigar as causas da queda neste domingo.

"A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos", informou o orgão por nota.

Fonte: em.com.br

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias