Sexta-Feira, 26 de Dezembro de 2014 - 09:39 (Estamos de Olho)

GOVERNO BUSCA SOLUÇÃO PARA AGILIZAR ENTREGA DO NOVO ESPAÇO ALTERNATIVO

“Essa obra foi inspirada em Goiânia, para conforto da população porto-velhense. É um ponto de encontro para conversas, o ambiente necessário em toda cidade. Quem perde com uma obra parada é a população, por isso vamos responder às autoridades sem prejudicar ninguém. Se há abusos, que os responsáveis respondam por isso”, acentuou o governador.


Imprimir página

 

Para entregar à população, ainda no primeiro semestre de 2015, um espaço bem estruturado e seguro para os amantes dos exercícios físicos, e que também  causará boa impressão aos visitantes de Porto Velho, que chegam pelo aeroporto internacional, o governador Confúcio Moura está buscando solução mais rápida para a retomada das obras do Novo Espaço Alternativo, na avenida Jorge Teixeira.  Ao visitar o canteiro de obras na manhã desta terça-feira (23), o governador lamentou a paralisação, ressaltando que sua intenção era entregar o Novo Espaço como presente de Natal à população.
 
Afirmando que ninguém ganha com uma obra parada, Confúcio informou que as equipes técnicas estão empenhadas em responder aos questionamentos do Ministério Público (MPE) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO) e, paralelamente, realizar alguns reparos como medida de segurança para os frequentadores. “Há interesse do consórcio em continuar trabalhando, e isso é muito bom, pois, caso contrário, teríamos que fazer nova licitação, o que demandaria mais tempo”, pontuou.
 
De acordo com Eduardo Guidi, engenheiro responsável pela obra que está com 75% concluída, entre as medidas de segurança estão a conclusão da calçada, onde há tábuas com pregos expostos; e o isolamento do elevado, que segundo o governador, depois de concluído servirá para testes de resistência física, enquanto na parte inferior serão instaladas salas específicas para equipes de saúde, educação física, segurança, entre outras.
 
“Essa obra foi inspirada em Goiânia, para conforto da população porto-velhense. É um ponto de encontro para conversas, o ambiente necessário em toda cidade. Quem perde com uma obra parada é a população, por isso vamos responder às autoridades sem prejudicar ninguém.  Se há abusos, que os responsáveis respondam por isso”, acentuou o governador.
 
REUNIÃO
 
Eduardo Guidi adiantou que em reunião às 17h desta terça-feira serão retomadas as discussões com a prefeitura sobre as licenças da obra. Ainda com relação aos embargos do TCE-RO, ele disse que pretende derrubar os argumentos, no Pleno, respaldado por entendimentos do Tribunal de Contas da União (TCU) para que as obras sejam retomadas entre fevereiro e março e concluídas em 60 dias. “Com 75% da obra concluída, faltam apenas alguns retoques para o governo entregar o Novo Espaço mais confortável aos frequentadores”, garantiu Guidi, informando que é um dos frequentadores e que atualmente  utiliza o local para treinamentos para no próximo dia 31 participar da tradicional Corrida de São Silvestre, em São Paulo.

Fonte: DECOM

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias