Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 - 19:47 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

EXTRATIVISTAS DE BORRACHA NATURAL DE RONDÔNIA RECEBEM SUBVENÇÃO DA CONAB

A ação beneficiou 92 extrativistas dos municípios de Machadinho D'Oeste, Vale do Anari e Costa Marques.


Imprimir página

Um total de R$ 146 mil foi o valor recebido por extrativistas de borracha natural em 2017, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), como complemento de renda pela venda de sua produção. A subvenção foi concedida por meio da Política de Garantia de Preços Mínimos para Sociobiodiversidade (PGPM-Bio) e refere-se à comercialização de 43,14 toneladas de borracha. A ação beneficiou 92 extrativistas dos municípios de Machadinho D'Oeste, Vale do Anari e Costa Marques.

A PGPM-Bio garante o preço mínimo de R$ 3,38 para o quilo da borracha no estado. Em 2017,  o preço de mercado na região ficou em torno de R$ 1,90. A Conab então pagou a diferença para os produtores que comprovaram a venda do produto extrativo por valor abaixo do mínimo.

O objetivo desta política pública é assegurar renda às populações que ocupam e utilizam territórios e recursos naturais como meio para a reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, por meio de conhecimentos, inovações e aprendizados transmitidos pela tradição. Simultaneamente, fomenta a proteção ao meio ambiente. A PGPM-Bio é executada pela Conab e atualmente contempla 15 produtos da sociobiodiversidade. 

Fonte: agrorondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias