Sexta-Feira, 31 de Julho de 2015 - 14:03 (Colaboradores)

EXPOVEL - UM VAZIO ENORME – ATÉ QUANDO?

Perdemos a vitrine do agronegócio portovelhense alem de Turismo e Negócios aquecidos.


Imprimir página

Porto Velho perdeu as principais atividades comerciais, rurais ou de serviços do País, que eram apresentadas ao público e aos investidores. Além do intercâmbio de assuntos tecnológicos, quando as inovações em máquinas e implementos agrícolas eram sempre o foco dos agentes de negócios, gerava milhares de empregos, subempregos, alem de movimentar vários setores da chamada economia informal. Uma parceria público-privada que sempre deu certo por quase uma década com grande força, agora já não dá mais, o Parque dos Tanques foi totalmente desestruturado, a bem da verdade sua estrutura foi totalmente demolida e diga se de passagem, quanta coisa foi ao chão, tinha até agência bancária, uma estrutura de dar inveja e assim a Expovel deu seu último brado, como um peão ao final dos 08 segundos.

A Expovel (Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Porto Velho) as sempre nos proporcionou com grandes shows musicais, a Terça do Rock, realização de palestras técnicas e leilões, Concurso Leiteiro de Cabras, Comercialização de animais a belíssima Queima de Fogos em sua abertura, com um belo Show além do Concurso Leiteiro, os Rodeios Universitários, Comercialização de Animais, Palestras, Ordenha, Ranking Nelore o famoso Circuito Nacional de Rodeios, Leilão de Gado a Campo e nossa tradicional diversão da visitação de stands.

Nossa Exposição reunia os principais eventos do setor em Rondônia, fomentava e incentivava as atividades ligadas à agricultura, pecuária e pesca em todas as regiões de Porto Velho, além da compra e venda de insumos, maquinários agrícolas e animais e financiamentos, além de empresas varejistas, concessionárias de veículos, motos e de construção civil.

Neste Período do ano quando, Ji Paraná, Ouro Preto, Ariquemes, Rolim de Moura, Cacoal, aliás, a maioria de nossas Cidades do Interior e o nosso vizinho Acre, realizam com grande sucesso as suas feiras Agropecuárias, com negócios na casa de milhões de reais, fico a imaginar o quanto perdemos com a não realização da Expovel hoje, o quanto não perdemos de faturamento para Porto Velho e quissá para todo Estado de Rondônia. É realmente a Chamada “inveja santa”. Nós que somos um Estado que investimos pesado na agropecuária, além de Porto Velho ser a maior cidade de Rondônia não podemos de forma alguma deixar de realizar nossa famosa EXPOVEL.

Porto Velho não pode abrir mão de atrações tradicionais que são bastante prestigiadas por nós cidadãos portovelhenses.  Este que era um dos nossos tradicionais eventos, fazia sempre com que aumentasse a procura por vagas em hotéis na cidade, aumentava as principais atividades comerciais, rurais ou de serviços, sem contar que a feira era uma oportunidade de expandir o setor agropecuário de em Porto Velho e Região.

Em Jí Paraná, por exemplo, a EXPOJIPA, tornou-se depois do Natal, a data mais importante para as vendas do comércio. A EXPOJIPA hoje é considerada a  maior Feira agropecuária da região Norte são quase 300 expositores e olha que nesse e número não estamos contabilizando os expositores de fest food, lanchonetes, restaurantes e bares.

A EXPOJIPA 2015 atraiu expositores das regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste do Brasil. Conta ainda com mais de 40 palestras relacionadas à tecnologia, pecuária e ao agronegócio; três grandes leilões com uma comercialização superior a R$ 15 milhões, com transmissões ao vivo para todo o País através dos canais de Televisão: Canal do Boi, Terra Viva e SGC. Neste ano, as cooperativas de Créditos, além dos Bancos do Brasil, da Amazônia e Caixa Econômica Federal participaram da feira com linha de crédito aos Produtores.

Já no evento promovido pela Associação dos Pecuaristas de Ariquemes (APA), pecuaristas de várias partes do Estado participam da feira de negócios, que será impulsionada por créditos da Crediário, Sicoob, Banco da Amazônia, Banco do Brasil e várias instituições financeiras particulares. O público ainda vai poder conferir os shows de: João Lucas e Marcelo (28), Luan Santana (30) e Jads e Jadson (01/08). Também tem o sorteio de duas caminhonetes Ranger, um Fiat Strada, um Pálio, um Hyundai HB20 e um Volkswagen UP. 

E nós? E Porto Velho? Até quando? Esta saga de ver nossas tradições se acabando ninguém consegue explicar, em outra matéria, pretendo discorrer sobre a flor do Maracujá e nosso Carnaval fora de época.

Não acredito que apenas o fato da transformação de Cavalgada em “Carretada”, tenha sido o estopim para isso tudo, não quero acreditar. Tudo isso só contribui para afirmar o apelido que nossa Capital recebeu, a Capital do “JÁ TEVE...”. Hoje já podemos afirmar que Porto Velho “JÁ TEVE” a  maior Cavalgada da Região Norte, porque era muito bonita e só perdia para a quantidade de pessoas que seguem a nossa querida “Banda do Vai Quem Quer” de nosso Saudoso Manelão

.

Para nós, acostumados com aquela “cidade” EXPOVEL, ou como queiram chamar “parque dos tanques”, não é nada fácil passar por ali e ver o abandono, apenas um terreno vazio, abandonado, sem nenhuma estrutura e ainda servindo de abrigo para vários tipos de delitos, para vários tipos de coisas erradas. Chamo-a de Cidade, devido à sua estrutura, beleza, eventos realizados, parque de diversão, iluminação e as festas das quartas feiras, independente do período da feira agropecuária.

Em parte eu Concordo com o Governo,  pois não é aceitável uma Associação Não Governamental,  fazer um Evento qualquer, seja ele, feira agropecuária dessa magnitude, ou Carnaval e utilizar dos espaços Públicos de toda Estrutura Governamental, como Policiais Militares, Bombeiros, toda uma estrutura de Governo e ainda cobrar um absurdo nos Ingressos/entrada,  que cobrem apenas pelos shows realizados, ou seja, faça  um espaço fechado para os shows e cobre ingressos dos shows apenas, assim como é feito no estado do ACRE, assim nossa população que já é castigada pela falta de cultura e ainda de recursos para pagar entradas, seja também beneficiada com Cultura, Lazer e conhecimento em diversas áreas.

Quantas saudades, quanto saudosismo, que falta nos faz a querida feira EXPOVEL, um vazio enorme em nosso peito, uma vontade de que tudo se modifique, que cheguemos de repente e encontremos ali uma linda estrutura, e de repente tudo recomece, como se num passe de mágica estivéssemos apenas dormindo.

A Realização da EXPOVEL era a parceria de todos, incluindo, Associações de Produtores, Associação Rural, Governo e Sociedade. Que seja um sono breve. Que as Autoridades e empresários, produtores, agricultores e sociedade em geral, olhem com olhos mais atentos sobre nossa Cultura, Tradições e não deixem, por favor, a EXPOVEL sair de nosso sonho. 

Fonte: Jose Carlos Paim

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias

Http://www.Auto-doc.pt