Terça-Feira, 07 de Junho de 2011 - 12:36 (Expovel 2011)

EXPOVEL 2011: HOJE NA TERÇA DO ROCK QUEM AGITA É BANDA NENHUM DE NÓS

Confira um pouco do histórico da banda nenhum de nós


Imprimir página

O início

 

Sady Homrich e Carlos Stein se conheceram nos tempos da primeira série escolar, mais tarde, na quinta série, conhecem Thedy Corrêa. Tudo isso no colégio lasallista Nossa Senhora das Dores, na rua Riachuelo em Porto Alegre. Ali, bem perto do Theatro São Pedro, onde os garotos nem imaginavam, viveriam momentos importantes da futura carreira.

Thedy ganhou um violão aos quatorze anos, foi aluno de violão clássico do professor Afrânio. Carlos, com quinze anos, comprou sua primeira guitarra , juntamente com seu irmão, Thedy e outro amigo em comum formam um grupo folk batizado de Quarteto Jererê.

Na faculdade, Carlão foi um dos fundadores do grupo Engenheiros do Hawaii. Depois de dois shows, saiu para formar uma banda com os amigos Thedy e Sady, sendo que este tinha na faculdade um grupo de samba-de-raiz chamado "Grupo do Fadinho". Após decidirem formar a banda, Sady começou a ter aulas de bateria com o professor Thabba. O "bat-local" do ensaio era a garagem da namorada de Thedy e contava com: uma bateria improvisada, uma caixa emprestada, um violão convertido fazendo a vez de contra-baixo e uma guitarra (sim, a guitarra era de verdade, o que não evitava as pedras jogadas pelos vizinhos). Depois de algum tempo, ensaiavam quase todas as tardes no bar Bangalô, onde Sady trabalhava como músico.

       Nome da banda       

O espetáculo de lançamento do trio com o nome Nenhum de Nós foi no mesmo bar com um público de umas 80 pessoas entre amigos e parentes. Precisavam de um nome para a apresentação. Eles buscavam um nome que provocasse curiosidade e que denotasse algo em comum entre os três: Nenhum de Nós enxerga direito; Nenhum de Nós rodou na escola; Nenhum de Nós foi para o quartel" etc. De tanto se repetir ficou este o nome: NENHUM DE NÓS.

Integrantes

•Thedy Corrêa: casado e tem uma filha, Stella. O vocalista tem projetos paralelos ao Nenhum de Nós. Exemplos disso são o CD solo Loopcinio, onde faz uma homenagem ao cantor gaúcho, Lupicínio Rodrigues e o livro Bruto que acaba de lançar.

•Veco Marques: formado em Publicidade e Propaganda pela Unisinos. Toca violão e, para o Nenhum de Nós Acústico 2, mandou trazer uma sitar da Índia.

•Carlos Stein: costumam dizer que Carlão é "o cara", pois além de tocar em uma das grandes bandas do rock brasileiro, ajudou a fundar os Engenheiros do Hawaii.

•Sady Homrich: este "abominável homem da bateria" já nasceu com as baquetas na mão. Formado em Engenharia Química pela PUCRS, diz que na estante não faltam livros de química e de metafísica. Sady usa baterias e peles RMV, baquetas Pro-Star e pratos Orion

•João Vicenti: o mais novo integrante da banda nasceu em 11 de agosto de 1965. Foi o último músico a se juntar ao Nenhum de Nós. Cursou faculdade de Educação Física, na FUNBA.

Discografia

Álbum de estúdio

•Nenhum de Nós - o primeiro disco da banda, lançado em 1987, contém dez faixas, entre elas a música que depois se tornaria um clássico, Camila, Camila, uma música que tornou-se um hino contra a violência à mulher.

•Cardume - o disco, lançado em 1989, tem onze faixas, e agora entre elas uma versão. A música escolhida é Starman, do David Bowie, que pela voz de Thedy Corrêa, virou Astronauta de mármore.

•Extraño - novamente com onze faixas, o Nenhum de Nós lançou seu terceiro disco em 1990.

•Nenhum de Nós - lançado em 1992, o disco traz quatorze músicas, das quais alguns vídeoclipes levaram o Nenhum de Nós ao topo do Top 20 Brasil.

•Mundo Diablo - disco de 1996, que trazia oficialmente um novo componente na capa, João Vicenti.

•Paz e Amor - o sétimo disco do Nenhum de Nós foi lançado em 1998, e é bastante voltado às emoções. A quarta faixa, que dá nome ao CD, conta uma linda história de amor...

•Onde Você Estava em 93? - o disco foi gravado em 1993, porém só foi lançado em 2000. A capa do CD foi inspirada na capa do disco Yellow Submarine, dos Beatles.

•Histórias Reais, Seres Imaginários - o CD, de 2001, caracteriza-se por falar de coisas simples, vidas simples.

•Pequeno Universo - o décimo primeiro álbum do Nenhum de Nós foi lançado em 2005, tendo sido gravado entre 21 de fevereiro e 21 de abril do mesmo ano. O CD, com suas treze faixas, leva a esse pequeno universo em que vivemos dia após dia.

•Contos de Água e Fogo - lançado em abril de 2011 pela Radar Records

Álbuns ao vivo

•Acústico ao Vivo - gravado no dia 30 de março de 1994, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre.

•Acústico ao Vivo 2 - gravado em dezembro de 2002, foi lançado em 2003 e traz quatorze músicas, registradas em CD e DVD.

•A Céu Aberto - gravado ao vivo em março de 2007, em Porto Alegre, em comemoração tardia dos 20 anos da banda.

•Paz e Amor Acústico - gravado ao vivo em 2000, em Porto Alegre, lançado em 2009 com 3 faixas inéditas como bônus.

Coletâneas

•Acervo Especial - Nenhum de Nós (1993)

•Série Gold ao Vivo - Shows do Século XX - Nenhum De Nós (1999)

•Série Focus - O Essencial de Nenhum de Nós (1999)

•RCA - 100 anos de música Nenhum de Nós - CD duplo (2001)

     Curiosidades     

Já animando alguns bailezinhos de carnaval por aí, se preparavam para abrir um espetáculo do DeFalla na Sociedade de Amigos da Praia do Imbé (SAPI) e, devido a um imprevisto, se atrasaram. Isto fez com que o DeFalla iniciasse seu show e os meninos do Nenhum tocassem depois. O produtor e a banda, que acabou tocando antes, foram obrigados a esperar o show do Nenhum acabar pois eles utilizariam o mesmo equipamento de som. Antônio Meira, o produtor, gostou da música dos jovens e pediu uma "fitinha" demo, que enviou às gravadoras. E, com a imensa bagagem de uns seis shows, foram para a cidade de São Paulo para gravar seu primeiro disco, em junho de 1987.

O show da banda Nenhum de Nós acontece hoje a partir das 22h30 no Palco principal da Expovel 2011.

 

 

Fonte: News Rondonia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias