Segunda-Feira, 09 de Maio de 2016 - 17:17 (Polícia)

L
LIVRE

EXCLUSIVO: PREFEITURA NÃO PODE CONCEDER AUMENTO DA TARIFA AO CONSÓRCIO SIM

O contrato do consórcio sim vence hoje, e não daqui a dois meses. Portanto, a partir de amanhã o CONSÓRCIO SIM está operando irregular, e a prefeitura juntamente com o secretário da SEMTRAN começa a ser multada por não cumprirem com determinação sobre a licitação definitiva.


Imprimir página

Hoje estive no Tribunal de Contas do Estado buscando informações junto ao Conselheiro WILBER COIMBRA, responsável pela fiscalização das contas da Administração Municipal. Questionei o conselheiro sobre a legalidade de a prefeitura autorizar o reajuste da passagem do transporte coletivo, sendo que estamos sob o regime de um Contrato Emergencial que supostamente iria terminar somente daqui a dois meses, e com a obrigatoriedade de já se ter uma definição da empresa vencedora da licitação definitiva.

Wilber Coimbra deixou claro que o CONTRATO EMERGENCIAL se encerra hoje, (09/05) já que o mesmo foi homologado e assinado no dia 09/11/2015 e conforme a Lei 8.666 o mesmo passa a valer a partir do ato da assinatura.

Ainda conforme o conselheiro, até a presente data, e mesmo depois de todas as determinações impostas pela lei,  o TC ainda não recebeu nenhum esboço da licitação definitiva para a contratação da nova empresa do transporte coletivo, assim como não recebeu nenhum estudo sobre a viabilidade da concessão do aumento da tarifa.

Portanto, a partir de amanhã o CONSÓRCIO SIM está operando irregular, e a prefeitura juntamente com o secretário da SEMTRAN começa a ser multada por não cumprirem com determinação sobre a licitação definitiva.

Fonte: Carlos Caldeira

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias