Quarta-Feira, 04 de Março de 2015 - 17:53 (Colaboradores)

ESQUENTA CLIMA POLÍTICO EM CANDEIAS, COM A AMEAÇA DE NOVA TROCA DE CADEIRAS NA CÂMARA E NA PREFEITURA

Entre acusações mútuas, vereadores citados na ação reagiram contra a forma tomada pelos autores do pedido de afastamento coletivo da mesa diretora. Segundo o vereador João Gadelha [PDT], um dos principais alvos da decisão judicial, ‘tinha o posto de 1ºSecretário’, mas alegou que, em plenário, que, ‘ainda não fui notificado’; assim como, o presidente Neilton Santos.


Imprimir página

Vila Nova Samuel. CANDEIAS/RO – A possibilidade de ser reeleito nas eleições do ano que vem, em face do trabalho de resgate da dignidade do município que governa à apenas onze meses, isso tem criado uma série de entraves para o prefeito Francisco Sobreira de Soares [O Careca do PSDB].

O rosário de denúncias apresentadas, até agora, por opositores considerados históricos e não efetivadas em provas capazes de se abrir sindicâncias e outros procedimentos investigatórios preliminares por parte das autoridades, em desfavor da atual gestão, levou por tabela parte dos vereadores a encabeçar novo movimento para tirar da presidência da Casa, o vereador Neilton Bento dos Santos [PROS].

Na sessão da terça-feira [3], p0or força de uma ação impetrada pelos vereadores Lucio Rojas e Carlos Cezar [PCdoB], com a solidariedade, sobretudo, do edil Brito da Bicicletaria [DD] e de colegas da base da aliada do prefeito, todos os membros da mesa diretora do segundo biênio [2015-16], da atual legislatura foram afastados por decisão do juízo da Fazenda Pública da Capital Porto Velho.

Entre acusações mútuas, vereadores citados na ação reagiram contra a forma tomada pelos autores do pedido de afastamento coletivo da mesa diretora. Segundo o vereador João Gadelha [PDT], um dos principais alvos da decisão judicial, ‘tinha o posto de 1º Secretário’, mas alegou que, em plenário, que, ‘ainda não fui notificado’; assim como, o presidente Neilton Santos.

Compunham a mesa diretora do primeiro biênio [2012-14], os vereadores Neilton Bento dos Santos [Presidente], Carlos Cezar [Vice-Presidente], Junior Silva [1º Secretário], Lúcio Rojas [2º Secretário]. Com a liminar, com efeito de caráter monocrático, os eleitos para o biênio 2015-16 foram destituídos e mantidos os anteriores, que passam à condição de interinos até nova eleição.

Além do caldeirão político que sempre protagonizou a grande maioria dos vereadores em busca do controle total dos poderes locais, o grupo do ex-prefeito DINHO e do tio Lindomar Garçon [ex-PV e agora, PMDB], segundo depôs, em plenário, o presidente da Casa, Neilton dos Santos, ‘a eleição para o segundo biênio obedeceu ao mesmo ritual adotado pelo vereador Bejim, através de resolução aprovada por ele enquanto presidente reeleito’.

Na opinião de juristas, ‘a resolução que alterou a Lei Orgânica Municipal e solidariamente o Regimento Interno da Câmara, é ilegal e inconstitucional’. Segundo eles, ‘resolução não pode alterar uma lei, seja municipal, estadual ou federal’; já que trata-se apenas de uma decisão interna sem respaldo constitucional.

Na sessão passada, o vereador Bejim – que é vinculado ao ex-prefeito DINHO fragorosamente derrotado para deputado estadual e ao deputado Lindomar Garçon, eleito com votos da nova legenda – foi taxado de ‘demagogo e um dos que mais vem sendo beneficiado pela Prefeitura nos sucessivos que ostenta até agora’.

A pecha foi atribuída pela massoterapeuta de pré-nome Rosana, a mais agitada e mais assídua ativista em defesa dos direitos civis e da ética na política local. Entre os protestos que fez, sempre de dedo apontado para os vereadores, segundo ela, ‘Bejim, Junior Silva e Haiá querem voltar a controlar a Câmara, falsamente elegendo Miguelzinho Sena, o novo presidente’.

Em sua fala, o vereador Miguelzinho disse em alto e bom som que, ‘com a liminar em mãos, afastando todos os atuais membros da Mesa Diretora, nós, vereadores, agora, temos tudo para apressar a nova composição que irá administrar o Legislativo no biênio 2015-6’, arrematou o edil de primeiro mandato.

Fonte: Xico Nery/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias