Quinta-Feira, 15 de Setembro de 2016 - 15:05 (Colaboradores)

L
LIVRE

ESPELHO, ESPELHO MEU... POR RENATO GOMEZ

Confira!!!


Imprimir página

- Hoje você está magnificamente lindo! (Dizia ele na frente do espelho, enquanto admirava seu reflexo).

- Acho que sim! Nisso concordo com você! (Retrucou uma voz com exata igualdade à dele).

- Quem disse isso?

- Eu, seu reflexo!

- Que espécie de brincadeira é essa?

- Não é brincadeira. Olhe e perceba como eu não estou mais a te remedar!

- Verdade! Como isso é possível?

- Não importa, preciso conversar com você.

- Já estamos fazendo isso, embora eu ainda esteja incrédulo!

- Pois bem. Eu sou o exato oposto de você. Se você levanta a mão direita, eu levanto a esquerda, da mesma forma são com nossos pensamentos e opiniões. Enquanto seu coração bate à esquerda, o meu é da direita.

- Entendo, mas...

- Calma! Você já vai entender. Eu vivo em um universo paralelo do lado de cá dos espelhos e o único momento em que esses universos se convergem é quando estamos aqui, um olhando para o outro acreditando que tudo não passa de um mero reflexo. Porém, eu preciso te dizer que, no nosso caso, não existe “os opostos se atraem” e “os iguais se repelem”. Somos iguais e opostos que apenas se refletem.

- As pessoas pararam de se respeitar. Não respeitam as opiniões contrárias. Isso está desequilibrando o eixo entre os universos. Afastando cada vez mais os reflexos. Somos partes de um todo. Eu e você, mesmo sendo opostos, somos iguais. E, nessa igualdade, formamos a perfeição de nos refletirmos simetricamente. Formamos um todo que depende dos dois lados para existir.

- Essa sua questão existencial tá legal, cara. Mas realmente eu preciso ir trabalhar.

- Espera ai, pelo menos prometa-me que vai fazer a sua parte. Que vai parar de ofender as pessoas nas redes sociais quando elas não concordam com a sua opinião. Que vai parar de achar que só o seu pensamento é correto. Que vai tentar argumentar sem discutir. Que vai preservar amizades, mesmo que elas tenham uma opinião divergente da sua...

- Ah, vá...

“Putz, foi tudo um sonho! Nossa, já são oito e quinze, estou atrasado para o trabalho.” Pensou ao acordar. Saiu tão apressado que nem percebeu que não possuía mais reflexo quando passou na frente do espelho...

Fonte: Renato Gomez

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias