Quarta-Feira, 02 de Maio de 2018 - 10:28 (Educação)

L
LIVRE

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO HEITOR VILLA LOBOS, EM ARIQUEMES, É ENTREGUE REFORMADA E AMPLIADA

O governador Daniel Pereira disse aos alunos que eles são protagonistas do novo tempo, da sociedade melhor, da política que faz bem à sociedade.


Imprimir página

A Escola Estadual de Ensino Médio Heitor Villa Lobos, localizada em Ariquemes, é conhecida na região por formar gerações de grandes profissionais e que estão espalhados pelo país. Com o sistema de tempo integral, que ocorre desde 2017, é motivo de orgulho para pais, professores e alunos. Na segunda-feira (30), foram entregues festivamente as instalações reformadas e ampliadas. O governador Daniel Pereira disse aos alunos que eles são protagonistas do novo tempo, da sociedade melhor, da política que faz  bem à sociedade.

O prédio da escola, na avenida Juscelino Kubistchek, Setor Institucional, se destaca pela amplitude, beleza e modernidade. Os 502 alunos, distribuídos em 16 turmas do ensino médio, sabem que tem grade escolar diferenciada.

A instituição está incluída no Projeto Novo Tempo, que tem como característica prepara jovens para serem protagonistas, responsáveis pelo próprio destino. Além da formação similar ao de qualquer estudante da rede oficial, estes jovens são preparados para fazer a melhor escolha, tomar iniciativas, liderar.

Com estas qualificadoras, o momento de entrega da reforma e ampliada se transformou num acontecimento educacional marcado por muito orgulho. O vice-prefeito  Lucas Folador e o deputado estadual Alex Redano, estavam presentes e são ex-alunos. Junto com os colegas parlamentares Saulo Moreira, Adelino Folador (pai de Lucas) e Maurão de Carvalho , manifestaram a importância da unidade escolar para a região.

O Projeto Novo Tempo foi implantado em 2017 na escola Heitor Villa Lobos, mesmo ano em que foram iniciadas as obras de reforma e ampliação. Os professores admitem que perderam alunos, que não se adaptaram com o barulho vindo do canteiro onde estavam os operários. Mas os que cumpriram o ano letivo foram recompensados.

Dos 40 estudantes do último ano do ensino médio, dois passaram no vestibular de medicina da Universidade Federal de Rondônia. Outros já estão em outros cursos espalhados pelo país. Mais motivo de orgulho para quem veste o uniforme azul e branco da Heitor Villa Lobos.

As obras consumiram mais de R$ 2 milhões.

O ano escola iniciou em fevereiro deste ano e prossegue com entusiasmo dos alunos.  Eles se revezam servindo o almoço. Todos os dias, uma turma diferente faz a tarefa com alegria e o barulho que expressa a alegria da juventude.

DETERMINADOS

Foi o último dia do secretário de Educação, Valdo Alves, no cargo. Ele será substituído pela atual diretora de ensino da secretaria, Angélica Aires.

Para o governador Daniel Pereira, Valdo tem “lugar garantido na equipe”. Durante a solenidade, o governador quis saber se o secretário não queria rever a decisão de deixar a pasta. Valdo apenas riu. E Daniel Pereira confirmou ali mesmo o nome da nova titular da Seduc.

Valdo expressou que professores e alunos sabem como foi difícil, em 2017,  cumprir o ano letivo em meio às obras que estavam em andamento. Ele elogiou alunos e  professores pela determinação em cumprir a programação estabelecida.

Valdo também falou sobre como o Projeto Novo Tempo exigiu dos professores, alunos e técnicos. “Todos tiveram que aprender este novo formato, que é inovador, e fazê-lo funcionar na prática”, concluiu.

As obras na escola Heitor Villa Lobos serviram para adaptar a nova metodologia de ensino. No sistema em tempo integral há novas disciplinas e os jovens necessitam de mais espaço para exercitar o protagonismo para o qual são preparados.

CONFÚCIO

Daniel Pereira afirmou que o nome que consta na placa de entrega das instalações ampliadas é o seu, mas, por justiça, deveria ser do ex-governador Confúcio Moura. Segundo ele, foi Confúcio quem tratou pessoalmente de promover a inovação na escola, da mesma forma como teve a educação como prioridade enquanto conduziu o executivo estadual.

O governador, que é educador por profissão, destacou os 300 indígenas que estão estudando o ensino médio e que devem, posteriormente, ingressar no ensino superior. Falou ainda dos 4 mil estudantes que estão nas escolas de tempo integral e dos 6 mil que estudam com mediação tecnológica.  É desta forma, segundo ele, que a educação vai avançar em Rondônia e dar orgulho ao povo.

“Não fiquem apenas indignados com a política”, recomendou Daniel Pereira. “Sejam, no futuro, os políticos que a sociedade precisa, da maneira que vocês quiserem”, arrematou.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias