Quarta-Feira, 15 de Março de 2017 - 15:05 (Hidreletricas do Madeira)

L
LIVRE

ESBR APRESENTA O CENTRO CULTURAL DE NOVA MUTUM PARANÁ PARA ATUAL GESTÃO DA FUNCULTURAL

Concessionária da UHE Jirau negocia entrega da estrutura para a Prefeitura de Porto Velho conforme recomendação do Iphan


Imprimir página

O Centro Cultural de Nova Mutum Paraná recebeu, no dia 10 de março, a visita do presidente da Fundação Cultural (Funcultural) de Porto Velho, Ocampo Fernandes. Junto com ele estavam os assessores Márcio Martins e Daiane Marinho. Acompanhados pela equipe técnica da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, os visitantes conheceram o acervo arqueológico e demais dependências do Centro Cultural.

De acordo com o Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da ESBR, Veríssimo Neto, a visita teve como objetivo a negociação da entrega do Centro Cultural de Nova Mutum Paraná para a Prefeitura de Porto Velho, conforme recomendação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). “Essa estrutura é um grande legado que a ESBR deixa para a comunidade e por isso fizemos questão de apresentá-la ao atual presidente da Funcultural com o intuito de que o município assuma sua gestão e manutenção”, afirmou.

O presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes, disse que após a visita a Funcultural irá estudar as possibilidades do recebimento do Centro Cultural por parte da Prefeitura. Segundo ele, o local precisará de uma equipe específica e todo um trabalho de gestão, itens que precisam ser analisados de forma criteriosa.  “Estou impressionado de ver uma estrutura tão bem-feita e com um acervo tão rico sobre a nossa história e a nossa cultura e isso nos dá boas perspectivas”, afirmou. “Iremos conversar com o prefeito para analisarmos todas as possibilidades”, completou.

Atrativo cultural - a construção do Centro Cultural de Nova Mutum Paraná foi concluída em 2011. A estrutura é resultado das ações do Programa de Gestão do Patrimônio Arqueológico, Histórico e Cultural da UHE Jirau. Atualmente, no local está instalado o museu com mais de 100 mil peças arqueológicas resgatadas na área de influência da UHE Jirau, entre elas: vasilhas cerâmicas, urnas funerárias, fragmentos cerâmicos e líticos e testemunhos remanescentes da Estrada de Ferro Madeira Mamoré.

A exposição do acervo arqueológico no Centro Cultural é aberta ao público, de segunda a quinta-feira, no horário das 7h30 às 17h e às sextas-feiras no horário das 7h30 às 16h. O acervo arqueológico resgatado na UHE Jirau, tem atraído visitantes do estado de Rondônia e de outros estados brasileiros, além de estrangeiros. Todas as visitas são acompanhadas e monitoradas pela equipe de arqueologia que trabalha no local.

A Universidade Federal de Rondônia (UNIR), será a responsável pela guarda definitiva do acervo arqueológico da UHE Jirau, conforme tratativas que vêm sendo realizadas entre a ESBR e IPHAN.

Fonte: 010 - Daiana Costa

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias