Terça-Feira, 19 de Dezembro de 2017 - 00:53 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

ECOVALE E A ECLOSÃO DE QUELÔNIOS NO GUAPORÉ

O Projeto Quelônios do Guaporé ha 18 anos, controla e preserva os quelônios no Vale do Guaporé.


Imprimir página

A Associação Comunitária Quilombola e Ecológica do Vale do Guaporé (Ecovale – RO), acompanhou no último final de semana, a eclosão das tartaruguinhas que nasceram dos ovos botados pelos quelônios adultos entre os meses de outubro e novembro/2017.

A ação coordenada pela Ecovale foi acompanhada pela prefeita de São Francisco do Guaporé Gislaine Lebrinha, pelo deputado estadual Lebrão, pelo superintendente da Setur Júlio Olivar e várias entidades que militam na área da preservação do meio ambiente como o IBAMA. Segundo o coordenador do Projeto Quelônios do Guaporé Zeca Lula a grande incidência de chuva no período, prejudicou as previsões dos técnicos da Ecovale. “Esperávamos soltar 2 Milhões de tartaruguinhas e só contabilizamos aproximadamente 1 (Hum) Milhão”, disse Zeca.

O Projeto Quelônios do Guaporé ha 18 anos, controla e preserva os quelônios no Vale do Guaporé. “O grande predador é o ser humano”, lamente Lula. Representando o governo de Rondônia o superintendente da Setur Júlio Olivar acompanhou todo o processo da soltura das tartaruguinhas e se encantou com o trabalho desenvolvido pela Ecovale.

“É uma atividade muito importante para o equilíbrio do meio ambiente, inclusive já recebeu várias premiações e exibição em reportagens internacionais”, disse Olivar.

Zeca Lula aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio do governo de Rondônia e do IBAMA. Essa é uma atividade que a gente vem realizando ha 18 anos e a cada ano vem melhorando. Agora tivemos a grata satisfação de assinar o Termo de Cooperação com o IBAMA que a gente vinha buscando ha algum tempo. A parceria com o governo do estado de Rondônia ampliou, intensificou e foi muito melhor e fez com que tivessem o sucesso que estamos vendo, com essa soltura 2017. “A tartaruga faz parte da cadeia alimentar de todos os animais que vivem na água. O fato de preservarmos os quelônios, não quer dizer, que estamos salvando apenas a tartaruga, mas, todos os animais que vivem nas águas do rio Guaporé” disse Zeca Lula.

Fonte: assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias