Terça-Feira, 20 de Março de 2018 - 14:23 (Eventos)

L
LIVRE

DR HILDON CHAVES PRESTIGIA INSTALAÇÃO DE VICE-CONSULADO ITALIANO EM PORTO VELHO

Prefeito acredita que o feito vai fortalecer ainda mais as relações com a Itália, além de promover o fortalecimento econômico e social.


Imprimir página

“Porto Velho ganhou status mais elevado. É mais uma porta que se abre para as relações comerciais, para o nosso desenvolvimento social e econômico”, disse o prefeito dr Hildon Chaves ao participar da cerimônia de instalação do Vice-Consulado Italiano na capital rondoniense, na noite desta segunda-feira, no bairro Caiarí, região central da cidade.

O prefeito acrescentou que existem muitas famílias em Porto Velho e em Rondônia que são de descendência italiana. “Antes da instalação desse Vice-Consulado, para resolver qualquer questão diplomática as pessoas teriam que ir a Brasília e para outras cidades mais distantes com grande custo. Isso é importante não só para Porto Velho, mas principalmente para o interior do estado, o Acre e parte do estado do Amazonas”, avaliou dr Hildon.

Ainda conforme afirmou o prefeito, as pessoas vindo a Capital para tratar de assuntos diversos no Vice-Consulado Italiano, reforçam também os serviços de hotelaria, restaurantes e o  comércio em geral. “Porto Velho só tem a ganhar com esse Consulado. É bom para todo mundo”, frisou.

Miquéle Pála, consul geral da Itália que veio de São Paulo para prestigiar o evento, declarou que agora podem ajudar ainda mais esta região, procurar oportunidades de negócios recíprocos e dar mais apoio aos italianos que se encontram em Rondônia.

“É um passo a mais, é um progresso. Nem todos os países tem um Vice-Consulado como em Porto Velho, então nós estamos muito orgulhosos porque somos os primeiros a implantar uma representação oficial como a nossa”, afirmou.

Sobre negócios, disse que agora os empresários de Rondônia que estão interessados em firmar parcerias com a Itália sabem que aqui tem um Vice-Consulado e um vice-cônsul que pode ajudar a entrar em contato com a Itália, com o consulado geral em São Paulo, com as agências governamentais em São Paulo e Brasília. “Termos um contato e a primeira coisa para poder criar oportunidades é preciso se conhecer, ter os instrumentos, as instituições que possam ajudar. Nesse sentido, esse Vice-Consulado é uma parte muito importante”, pontuou.

Contribuição

Depois de fazer o juramento de posse em sua língua materna, o vice-cônsul honorário Cláudio Guastella relembrou um pouco da história dos italianos que trabalharam e ainda trabalham para o desenvolvimento de todo Estado. “A presença da Italia no Brasil existe desde 1776, quando a Coroa Portuguesa colocou a pedra fundamental  para construir o Real Forte Príncipe da Beira. Genovez Domênico, engenheiro e autor do projeto foi o responsável pela obra até sua morte em 1780”, destacou.

Guastella ainda mencionou  a presença dos italianos na construção da lendária ferrovia Madeira Mamoré; os Salesianos que contribuíram para assistência religiosa na região, a exemplo de Dom João Batista Costa, primeiro bispo, filho de italiano; o trabalho das Irmãs Marcelinas, Padre Enzo e Padres Ezequiel Ramim, assassinado em 1995, ao defender pequenos agricultores e indígenas no interior de Rondônia, entre outros.

Representantes do governo estadual, Assembleia Legislativa, Câmara Municipal, Poder Judiciário e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RO), entre outras autoridades civis e militares prestigiaram a solenidade.

Fonte: 015 - Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias