Segunda-Feira, 09 de Abril de 2018 - 11:47 (Colaboradores)

L
LIVRE

DIREITA: UM TIRO NO PÉ? - POR PROFESSOR NAZARENO

Desta vez, Lula foi acusado de ter recebido de empreiteiros vários mimos e presentes, dentre eles, um apartamento tríplex localizado na praia do Guarujá, litoral de São Paulo, motivo pelo qual o ex-mandatário deverá cumprir pelo menos 12 anos de reclusão.


Imprimir página

Para a alegria de muitos brasileiros conservadores e reacionários, o esquerdista Lula finalmente está preso. Depois de se entregar à Polícia Federal em São Paulo, o ex-presidente do Brasil por dois mandatos consecutivos vai finalmente a Curitiba a fim de cumprir a pena a que foi condenado por acusações de lavagem de dinheiro e corrupção. Com amplo direito de defesa e praticamente depois de se esgotarem todos os recursos impetrados por seus advogados, o ex-metalúrgico vai, por motivos diferentes, pela segunda vez para a cadeia. Desta vez, Lula foi acusado de ter recebido de empreiteiros vários mimos e presentes, dentre eles, um apartamento tríplex localizado na praia do Guarujá, litoral de São Paulo, motivo pelo qual o ex-mandatário deverá cumprir pelo menos 12 anos de reclusão. Em troca, o ex-chefe da nação beneficiaria várias empresas.

Porém, ninguém é tolo a ponto de achar que o ex-presidente é um coroinha de igreja. Mas por que ele não ameaçou denunciar o dono da OAS quando o empresário lhe ofereceu de presente o apartamento do Guarujá? Por que ele, o Lula, não refutou e também ameaçou de cadeia quando lhe ofereceram o sítio de Atibaia? Não há documentos dizendo que estas propriedades são do ex-presidente, é verdade. Mas nos autos e nas investigações há provas mais do que suficientes disso. Como ex-presidente do Brasil e como um dos maiores líderes mundiais, Lula caiu feito um tolo, um patinho, um idiota, nas artimanhas da elite. A OAS e a Odebrecht, afirma-se, ganharam contratos inimagináveis nas administrações do PT. Ou seja, Lula não roubou, mas deixou roubar.

O petista tinha que ser preso mesmo, assim como aconteceu com o Nicolas Sarkozy da França e a ex-presidente da Coreia do Sul. Muitos petistas e esquerdistas reclamam que muitos dos atuais políticos não foram presos. Claro que vamos esperar que o Michel Temer, Aécio Neves, Romero Jucá, Renan, Raupp, dentre muitos outros também, assim que perderem o foro privilegiado, sejam presos pelo que fizeram. A Operação Lava Jato não terminou com a prisão do ex-presidente. “E TODOS OS QUE ERRARAM DEVEM PAGAR PELOS SEUS CRIMES”. Mas só o tempo e a História dirão se toda essa pirotecnia do juiz Sérgio Moro é perseguição ou não contra Lula e o PT. Se o ex-metalúrgico do ABC fez algo de bom ou não pelo povo e pelos governados quando exerceu a Presidência do país, isso não pode ser um álibi para cometer erros.

Porém, a direita pode ter dado um tiro no pé ao acusar, condenar e mandar prender o Lula. “A esquerda se uniu, os movimentos sociais ressurgiram, sindicatos despertaram, artistas e intelectuais reagiram, líderes mundiais protestaram e muitos juristas no Brasil condenaram. Agora que prenderam, sem provas, um político da esquerda, todos os outros políticos, da direita ou não, têm que ser presos também. Claro, se cometeram erros. E pelo que se sabe são poucos os inocentes. Da mala de 500 mil reais do deputado Rocha Loures aos delitos de Aécio Neves e até do helicóptero repleto de cocaína tudo deve passar pelo crivo dos juízes e procuradores da Lava Jato. Muitos políticos agora estão de “orelhas em pé” e para se livrar da cana têm de ser reeleitos nas próximas eleições. A direita está frita e nada pode comemorar: não tem candidato, tem de lutar contra a esquerda eainda engolir a extrema direita representada pelo Bolsonaro.

*É Professor em Porto Velho.

Fonte: Professor Nazareno / NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias