Segunda-Feira, 09 de Abril de 2018 - 10:48 (Agricultura)

L
LIVRE

DIA DE CAMPO EM ALTO ALEGRE DOS PARECIS REÚNE CENTENAS DE PRODUTORES DE CAFÉ

Os eventos que, além de Alto Alegre, também acontecerão em Cacoal, Ministro Andreaza, São Miguel do Guaporé, Alta Floresta, Alvorada do Oeste e Nova Brasilândia do Oeste.


Imprimir página

O primeiro dia de campo do projeto Cafeicultura de Rondônia foi realizado nesta sexta e sábado (6 e 7), no município de Alto Alegre dos Parecis, na Linha P 34 Km 02.

O projeto que é realizado através do convênio de Nº 017/PGE Sebrae/Seagri conta com a parceria da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedi), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO), e prefeituras municipais aonde serão realizados os eventos que, além de Alto Alegre, também acontecerão em Cacoal, Ministro Andreaza, São Miguel do Guaporé, Alta Floresta, Alvorada do Oeste e Nova Brasilândia do Oeste.

A expectativa dos organizadores era que houvesse a participação de aproximadamente 350 produtores mais foram surpreendidos com mais de mil agricultores que produzem café no estado de Rondônia, além de comitivas com mais de 40 produtores de Juina e Missão, municípios do estado de Mato Grosso.

“Buscamos cada vez mais revitalizar, aumentar e dinamizar a produção de cafe no estado de Rondônia que já é referência no mercado mundial na produção de café de qualidade e de fácil manuseio, envolvendo a agricultura familiar até o médio e grande produtor”, destacou Sebastião Oliveira, do Sebrae e gestor do projeto Cafeicultura de Rondônia.

Marcelo Braun de 32 anos e sua esposa Sidneia Braun, proprietários do sitio onde foi realizado os dois dias de campo, cultivam uma área de cinco hectares somente com cafe Conillon Robusta e que também tem um viveiro que produz acima de 800 mil mudas por ano da mesma espécie, relatam que no ano passado colheram 120 sacas por hectare, mas devido a evolução dos clones e acompanhamento técnico da Emater, “este ano passaremos das 150 sacas por hectare. É um aumento muito expressivo para nós”, ressalta o agricultor familiar Marcelo Braun.

O evento que busca atender a política de incetivo a produção de cafe de qualidade com tecnologia de ponta contou com um dos mais renomados palestrantes sobre a cultura do cafe, Abrão Carlos Verdin do estado do Espirito Santo, além de mais oito palestrantes que abordaram desde a preparação do solo, passando pela muda, plantio, cultivo até a colheita deste saboroso café rondoniense.

Durante os dois dias de campo foram sorteados prêmios, mudas de cafe e houve também exposição e comercialização de produtos agrícolas, máquinas e tratores.

CAFEICULTURA RONDONIENSE

Rondônia conta com aproximadamente 22 mil agricultores familiares que trabalham com a cafeicultura e cerca de 90% da área cafeeira do estado é plantada com a espécie robusta. Em 2017, Rondônia obteve uma produção de 2.222.525 mil sacas de café, exclusivamente da variedade conilon, cultivar esta utilizada em aproximadamente 95% das propriedades.

Com o incentivo do governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e assistência técnica da Emater-RO, o resultado obtido em 2017 superou em 66,4% o volume de 1.477,3 mil sacas produzidas na safra 2014. Para chegar a esse resultado o estado ampliou a distribuição de mudas para mais de três milhões mudas.

Por meio da Suder, hoje Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), e emendas parlamentares estaduais e federais foram distribuídas pela Emater-RO, 1.508.757 mudas de café, beneficiando 751 cafeicultores em 27 municípios rondonienses. Com isso, a área cultivada com café no estado soma 81.022 hectares. Destes, 9.084 hectares estão em formação e 71.938 hectares em produção com produtividade de 31 sacas/ha.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias