Quarta-Feira, 30 de Maio de 2012 - 13:08 (Colaboradores)

DESAFIO É VIVER NUM PAÍS ONDE IMPUNIDADE DIGLADIA COM CINISMO

Uma imposição ultrapassa e importada da Roma Antiga, na cultura do ‘Pão e Circo’. Atracamos no domínio das insurgências, não mais populares, mas uma política escondida no sorriso da autoridade, que para muitos é moeda de troca, virou escambo.


Imprimir página

O brasileiro acorda todos os dias na certeza de que o pior de seus pesadelos vai passar... No novo amanhecer ele descobre que tudo não passou de um mero e lindo sonho, cheio de devaneios.

Esperança de que um dia realmente perpetue a ‘justiça’, e que ela seja feita para as pessoas certas como, ‘os Cachoeiras’ da vida, os Demóstenes, os deputados de Rondônia, a classe de bandidos que surrupiam bilhões de reais dos cofres públicos. De um dinheiro que deveria ser investido pelos menos na melhoria de vida de milhões de brasileiros que habitam na miséria da 6ª maior economia global.  O povo precisa entender que atualmente é imposta a nós a política ‘pretencionista’ de interesses meramente particulares.

 Uma imposição ultrapassa e importada da Roma Antiga, na cultura do ‘Pão e Circo’. Atracamos no domínio das insurgências, não mais populares, mas uma política escondida no sorriso da autoridade, que para muitos é moeda de troca, virou escambo.

Desafio é o de viver escandalizado onde magistrados membros das mais altas cortes brasileira riquíssimos apresentam contas bancárias milionárias e moram em mansões típicas de astros de Hollywoodou de chefões do narcotráfico. É gente que nega a própria raiz. No Brasil, as horas com a ‘justiça’ é passada, não mais se espera, pois o final anunciado não é mais do mocinho, o vilão é amigo da impunidade, que está vencendo.

Não é mais permitido acreditar na frase ecoada pelos europeus que diziam “que baixo da linha do Equador tudo pode”, até podia, não pode mais. A política Lulista (Lobista) é carregada de um sentimentalismo barato, que ilude os corações de gente precisada das menores condições de sobrevivência, como, a água ou um prato de comida.

É desta forma que a política atual vem cativando, na pobreza de aspectos onde impõem suas vontades para reinar os alicerces de um castelo em frangalhos. No coração de gente carecida e humilhada.

A corrupção estaciona em todos os setores, não há mais aquele incrédulo, até na ‘fé’ os porcos chegaram. Pelo jeito o desafio é limpar, mas só não se sabe como e quem vai fazer, pois nossos heróis a muito estão em falta.

Fonte: EMERSON BARBOSA

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias