Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017 - 09:25 (Política)

L
LIVRE

DEPUTADO JESUÍNO ENTREGARÁ VOTO DE LOUVOR À PROFESSORA INDÍGENA VENCEDORA DO PRÊMIO EDUCADOR NOTA 10

A professora Elisângela Dell-Armelina, de 38 anos, é formada em pedagogia e leciona na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Sertanista Francisco Meireles, área rural de Cacoal, interior de Rondônia.


Imprimir página

O deputado estadual Jesuíno Boabaid (PMN) realizará a entrega de voto de louvor à professora Elisângela Dell-Armelina Suruí, vencedora da 20ª edição do Prêmio Educador Nota 10, na área de alfabetização fundamental I, com o projeto “Mamug Koe Ixo Tig”, atuando na Estola Indígena Sertanista Francisco Meireles, no Município de Cacoal – RO.

A professora Elisângela Dell-Armelina, de 38 anos, é formada em pedagogia e leciona na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Sertanista Francisco Meireles, área rural de Cacoal, interior de Rondônia. No dia 30 de outubro deste ano, foi eleita a ‘Educadora do Ano’, na 20ª edição do Prêmio Educador Nota 10, evento este realizado pela Fundação Victor Civita em parceria com a Fundação Roberto Marinho, por seu projeto de alfabetização na língua indígena Paiter Suruí, em Cacoal. O projeto batizado de “Mamug Koe Ixo Tig”, que significa “A fala e a escrita da criança” inclui a elaboração de um material didático próprio em Paiter Suruí.

“Os alunos da classe multisseriada de 1º ao 5º ano do ensino fundamental falam Paiter Suruí, mas tinham tanta dificuldade para escrever nesse idioma quanto para entender os materiais didáticos em língua portuguesa, por isso, a professora preparou junto com eles um caderno de atividades de escrita e leitura na klíngua materna, estabelecendo relações com a língua portuguesa e com a de sinais, já que existem muitos surdos entre o povo Paiter” comentou o deputado Jesuíno Boabaid.

Finalizando, o parlamentar considerou: “A professora Elisângela organizou o projeto para que todos pudessem trabalhar de acordo com os seus saberes, potencializando as possibilidades dos alunos mais velhos e dando espaço para a ação dos mais novos” concluiu Boabaid.

Fonte: assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias