Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 - 18:28 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

DENÚNCIA: TRAVESTI QUE MATOU TAXISTA A FACADAS TEM REGALIA NO PRESÍDIO

Agentes penitenciários que denunciaram o caso, pediram para não serem identificados, pois temem represália.


Imprimir página

O assassinato do taxista Manoel Orlandino Lemos Farias, 70 anos, que foi morto a facadas na tarde deste domingo (18), durante um assalto na Rua Tambaqui com Matrinchã, Bairro Lagoa, Zona Leste de Porto Velho, causou grande repercussão e comoção da população de Porto Velho, o idoso foi assassinado com requinte de crueldade por Alessandro Gomes Linhares, 29 anos.

Segundo denúncias de Agentes Penitenciários, Alessandro se encontra preso no presídio médio porte (pandinha) de porto velho. Conforme relatos, o apenado não passou pelos trâmites normais do presídio, não ficando na triagem para procedimento normal da Unidade.

Como se não bastasse esse benefício que ele já conseguiu, ele foi posto diretamente na cela “D 1”, não realizando os procedimentos como os demais presos, conforme os denunciantes, a cela “D 1” ficam os presos “celas livres,” presos que fazem os trabalhos laborais.

Segundo eles, a respectiva cela não é para receber apenados com esses tipos de crimes, somente crime de baixo potencial e que se enquadrem na classificação. Segundo alguns servidores, houve regalias devido ele não passar pelos procedimentos normais da unidade, além de estar em uma cela aonde somente presos classificados podem ficar.

Nossa equipe tentou contato com o diretor da unidade mas não obteve êxito.

Fonte: 012 - rondonia em qap

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias