Sabado, 31 de Janeiro de 2015 - 11:02 (Colaboradores)

CRÔNICAS DA NOVA TERRA: A SEXUALIDADE

Mas não é só uma questão de necessidade fisiológica, é uma atração que vai além do desejo carnal, talvez até arraigada de algum sentimento.


Imprimir página

Durante uma de nossas ações de observação a uma das colônias, um fato curioso chamou a atenção de uma das mulheres da resistência (e obviamente não poderia ser diferente, podem  passar milhões de anos e vão existir coisas que somente as mulheres perceberão): embora sejam seres frios e não demonstrem sentimentos, os Novos Humanos se sentem fortemente atraídos por nossas mulheres, mesmo porque entre os 500 que chegaram à Nova Terra haviam apenas 85 mulheres e todas eram casadas. Mas não é só uma questão de necessidade fisiológica, é uma atração que vai além do desejo carnal, talvez até arraigada de algum sentimento.

Visam somente seu prazer sem se importar com as parceiras, alguns até mesmo tem várias parceiras e se valendo da dominação exercida pelos relógios submetem as mulheres a situações no mínimo desrespeitosas (e isso desperta a ira em meio aos revolucionários).

Mais uma prova de que eles veem o sexo apenas como ação de prazer para si e que nos veem como inferiores é que, embora ao longo da história tenham acontecido alguns poucos casos de miscigenação entre Humanos e Novos Humanos, esses poucos sofriam muita discriminação por parte dos extraterrestres.

Entre os homossexuais não era diferente. Os Ets tratavam seus parceiros humanos como seres inferiores. A relação só era igualitária nas relações entre os próprios Aliens. Entre eles a homossexualidade era respeitada,  não havia discriminação pela opção sexual em nenhum sentido.

O respeito ao outro começa no ponto em que você o enxerga como um igual, na sua visão do outro. A partir do momento que você observa o outro com ar de superioridade, seja em qualquer aspecto, o desrespeito e o intuito de dominação se estabelecem. Os Novos Humanos nos olham como inferiores em todos os aspectos (social, racial, sexual, intelectual, etc...), mas eles tem seus pontos fracos, nós os observamos, entretanto, não visamos a colonização deles, mas sim a nossa liberdade e isso significa a expulsão deles da Nova Terra.

A sexualidade é mais um ponto em que acham-se superiores a nós, mas talvez seja também um calcanhar de Aquiles pra eles. Como bem percebido por nossa observadora, eles nutrem algo mais por nossas mulheres do que o desejo carnal, e esse é um ponto fraco que com certeza usaremos em nosso favor...

Continua...

Renato Gomez

Fonte: Renato Gomez

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias