Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018 - 10:51 (Geral)

L
LIVRE

CORREGEDORIA REÚNE PÓS-GRADUANDOS EM DIREITOS HUMANOS PARA FALAR SOBRE CRIMES CIBERNÉTICOS

Entre os presentes estava o especialista em contrainteligência, Alessandro Barreto, coordenador do cyberlaboratório da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).


Imprimir página

A Corregedoria-Geral da Justiça de Rondônia (CGJ) reuniu pós-graduandos do Grupo de Pesquisa de Direitos Humanos e especialistas em inteligência eletrônica para tratar sobre crimes cibernéticos nesta quinta-feira (9), em Porto Velho.

Entre os presentes estava o especialista em contrainteligência, Alessandro Barreto, coordenador do cyberlaboratório da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

A reunião também abordou metodologia em segurança pública e encarceramento e coleta de estatísticas. “Concluímos que precisamos melhorar a integração entre os sistemas de informação dos órgãos públicos e coleta de dados”, disse o advogado e professor especialista em Direitos Humanos, Rodolfo Jacarandá.

A troca de ideias entre os grupos é essencial para o constante aprimoramento da Justiça, de acordo com o corregedor-geral da Justiça, José Jorge Ribeiro da Luz. “A Corregedoria se preocupa com a uniformização dos dados disponíveis nos sistemas de órgãos públicos e os crimes cibernéticos integram uma realidade que precisa ser debatida”, pontuou o desembargador.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias