Sexta-Feira, 03 de Novembro de 2017 - 13:02 (Colaboradores)

L
LIVRE

CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE NEUROCIÊNCIAS: [014] – A LOCALIZAÇÃO DAS FUNÇÕES

A expressão da fala foi representada no lobo frontal do hemisfério esquerdo, e a compreensão da fala na parte posterior do lobo temporal no hemisfério esquerdo.


Imprimir página

Desde o século XX neurologistas europeus já tinham descritos pessoas afásicas, ou sejam, que tinham perdido o conteúdo de linguagem devido a uma lesão restrita do hemisfério cerebral esquerdo. Outros nesta época foram identificados pela falta de capacidade de compreensão da fala de seus interlocutores, mesmo com a capacidade de falar normalmente. Estes últimos também tinham lesões no hemisfério esquerdo porém em áreas diferentes e mais posteriores.

A expressão da fala foi representada no lobo frontal do hemisfério esquerdo, e a compreensão da fala na parte posterior do lobo temporal no hemisfério esquerdo.

Depois das descobertas de Broca para pacientes com alterações sutis da linguagem relacionados a expressão facial e gesticulação ligadas a emoção se observou que lesões no lado direito do cérebro também afetavam a compreensão da linguagem.

Com o desenvolvimento dos trabalhos dos neurologistas permitiu notar que o desaparecimento de uma região cerebral produzia um déficit funcional, assim, se deduzia que a função pertencia a parte que não estava operacional.

Além da falta da parte do cérebro também poderia ser outra razão o resultado da reorganização funcional do sistema. Com o sistema computacional de imagens funcionais do sistema nervoso permitiu avançar esses estudos sem o uso exclusivo da análise do sistema de lesões.

Assim se descobriu que o tato está relacionado com o Lobo parietal. A visão com o lobo occipital.

As questões de julgamento emocionais e morais passaram a ser avaliadas dentro do consultório através de experimentos que permitiam aos pacientes serem testados frente a suas convicções de conteúdo linguístico e o confronto das áreas ativadas, através da ressonância magnética funcional. Então quando se faz uma afirmação para o paciente: “Você é um abestado” Se colhe a área que é ativada dentro do cérebro quando a pessoa estabelece uma necessidade de reação diante da afirmação. E se sabe com exatidão qual a região que foi mapeada diante deste processo.

Os experimentos são fundamentais para reforçar as teses dos localizacionistas da funcionalidade no sistema nervoso, porém é fato que as regiões não operam isoladamente, com um grau de interação bastante elevado. Porque não há função mental que parte de apenas um órgão do sistema nervoso, requer uma combinação de traços e fatores complexos de ações fisiológicas e psicológicas que um indivíduo venha a realizar.

Portanto é possível pensar em funções por localizações específicas  para as seguintes atividades: Reconhecimento de faces, Preativação semântica, Olfação, Antecipação da dor, Prazer tátil, Cálculos matemáticos, Memória operacional de objetos, Julgamento moral, Memória operacional espacial, Raciocínio fugurativo e analítico, Atenção visioespacial, Antecipação, Movimentos oculares, Planejamento motor, Motricidade, Sensações corporais,  Raciocínio analítico, Aproximações matemáticas, Visão analítica, Percepção de velocidade, Percepção de movimento, Percepção de cores e Reconhecimento de objetos.

Fonte: 010 - Max Diniz Cruzeiro/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias