Sexta-Feira, 29 de Setembro de 2017 - 16:43 (Agricultura)

L
LIVRE

CONAB CONTRATA FRETE DE MILHO PARA REFORÇAR OFERTA DIRETA A PEQUENOS CRIADORES

Do total de milho a ser transportado, 44,1 mil toneladas serão destinadas aos estados do Norte e Nordeste, onde o produto será ofertado a R$ 33 a saca de 60 Kg.


Imprimir página

Mais 47,1 mil toneladas de milho em grãos serão enviadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para diversos estados das regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste do país, para oferta a pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte por meio do Programa de Vendas em Balcão (ProVB). O transporte será contratado na próxima sexta-feira (6), por meio de leilão de frete.

Do total de milho a ser transportado, 44,1 mil toneladas serão destinadas aos estados do Norte e Nordeste, onde o produto será ofertado a R$ 33 a saca de 60 Kg. O preço com subvenção foi autorizado pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos (Ciep) em abril e vale até o dia 31 de dezembro, com limite de 10 toneladas de milho por mês por criador.

O Rio Grande do Norte receberá o maior quantitativo do grão, num total de 14,1 mil toneladas. O Ceará também terá um reforço de 12 mil t, Paraíba de 8,1 mil t, Alagoas e Amazonas de 2 mil toneladas cada, Pernambuco de 1,7 mil t e Paraíba de 1,1 mil t. Para Maranhão e Acre serão destinadas 800 e 100 toneladas respectivamente.

As 3 mil toneladas restantes terão como destino os estados de Goiás (1,56 mil t) e Distrito Federal (1,47 mil t). Nestes estados não se aplica o preço subvencionado. O valor de venda é calculado quinzenalmente, tendo como referência o mercado atacadista local, e o limite por criador é de 14 toneladas por mês.

Além das 47,1 mil t para o Vendas em Balcão, outras 26 mil toneladas de milho serão removidas do Centro-Oeste para o Nordeste a fim de reposicionar estrategicamente os estoques públicos para atendimento de futuras demandas.

Confira aqui e confira o edital completo do Aviso Nº203.

Fonte: 010 - Conab

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias