Domingo, 25 de Fevereiro de 2018 - 13:11 (Colaboradores)

L
LIVRE

CHEIA RIO MADEIRA: VAZANTE ANUNCIADA PELOS ÓRGÃOS CLIMÁTICOS PARA O DOMINGO TROUXE AUMENTO NO VOLUME DO RIO

Na margem esquerda do Rio Madeira em Porto Velho a água já ameaça os moradores da comunidade São Sebastião.


Imprimir página

Quanto mais o Rio Madeira sobe, mas o volume de água dos igarapés que cortam o perímetro urbano da capital aumenta. O pequeno fio d’água durante o verão no bairro triângulo deu lugar a este extenso igarapé. Percorrê-lo só de canoa, que nesta época vira o principal meio de transporte.

Os passageiros das embarcações maiores estão gostando, já que eles não precisam escalar os barrancos no Porto improvisado da capital.

Na margem esquerda do Rio Madeira em Porto Velho a água já ameaça os moradores da comunidade São Sebastião. Na imagem o vento forte e a velocidade do Rio dificultavam a travessia dos barcos que tentava chegar do outro lado.

No distrito de “Jacy-Paraná” uma ventania forte colocou muita gente para correr. Segundo informações da defesa civil, o vento levou barracas e assustou um grupo de pessoas que participavam de uma programação no local.

A Usina Hidrelétrica de Santo Antônio vêm sendo obrigada a abrir as comportas com regularidade. De longe era possível observar o impacto das águas deixando as eclusas.

Com a cheia do rio madeira um detalhe não está passando despercebido. É grande quantidade de lixo jogado despejado pelos moradores no rio. E tem de tudo: da garrafa pet, até mesmo resto de geladeira. Nos igapós que cortam os bairros a falta de consciência humana ainda mais complicada.

A vazante anunciada para chegar nesta parte em Porto Velho no domingo (25), chegou e veio com força. As 10 hs da manhã o Rio Madeira marcava 16 metros e 30 centímetros.

Em Abunã na divisa de Rondônia com o acre, o Rio Madeira vêm alcançando precipitações nas suas águas bem mais elevadas. Por lá, o rio está com 21 metros.

Fonte: NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias