Terça-Feira, 06 de Junho de 2017 - 21:36 (Colaboradores)

L
LIVRE

CASSAÇÃO DA CHAPA DILMA-TEMER: EU NÃO ACREDITO

No jogo do bicho tudo pode acontecer. Vamos torcer que o bicho que seja sorteado não seja a RAPOSA, porque pode atacar o galinheiro e levar até as penas.


Imprimir página

Ninguém em sã consciência acredita que o parecer final do julgamento de cassação da chapa Dilma -Temer, fruto de ação impetrada pelo PSDB, que pede a cassação da chapa Dilma-Temer por abuso de poder econômico,tenha uma votação e uma conclusão técnica, e tudo nos faz crer que os ministros que compõem o Tribunal Superior Eleitoral (TSE),façam opção pela via política, a mais conveniente para a atual conjuntura que atravessa o Brasil, na concepção deles.

Neste sentido, acredita-se que um dos ministros que compõem a corte do TSE deve pedir vistas ao processo e “isto é muito natural que ocorra”, afirma o presidente do STF, ministro Gilmar Mendes.

COMPOSIÇÃO ATUAL DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL (TSE)

MINISTROS EFETIVOS                                                                                                       ORIGEM

GILMAR FERREIRA MENDES (presidente)                                                                         STF e TSE

LUIZ FUZ (vice-presidente)                                                                                                 STF e TSE

ROSA MARIA WEBER                                                                                                         STF e TSE

ANTÔNIO HERMAN VASCONCELOS                                                                                 STJ E TSE

HERMAN BENJAMIM                                                                                                          STJ e TSE

NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO                                                                                       STJ e do TSE

ADEMAR GONZAGA (ministro substituto do TSE)                                                              TSE

VEJA OS DIVERSOS SENÁRIOS NO JULGAMENTO

1.Para o MP, como Dilma saiu da presidência após a conclusão do Impeachment, “não faz sentido declarar a perda de mandato para ela e sugere apenas que fique inelegível por 8 anos”.

2.Quanto a punição para o presidente Temer, seria oportuno simplesmente a perda do mandato atual, se manter elegível com direito a postular e se candidatar para concorrer a presidente, através da via indireta.

Neste atual momento de desgastes políticos, com denúncias e prisões de aliados, a cada dia, com as frequentes manifestações populares e o eco de fora, Temer, esta possibilidade é descartada.

3.No entendimento do MP, Temer deve perder o mandato porque tudo de ilegal que beneficiou a Dilma também, diretamente e indiretamente, beneficiou o Temer, mesmo sem ter tido nenhuma interferência direta nestes atos ilícitos.

Em assim sendo o entendimento do Plenário da Corte do TSE, o presidente Michel Temer iria agradecer imensamente a sabedoria e sapiência dos ministros que votaram e lhe pouparam de um desgaste maior, com uma indigesta renúncia do cargo de Presidente da República.

Desta forma, o impacto da queda seria amortecido com amortecedores de pelica — com a desculpa amarelada e esfarrapadas com tantos desgastes de ministros, de assessores de primeiro e segundo escalões denunciados pela Operação Lava-Jato e de constantes prisões de aliados e de amigos, em série, e, ainda poder falar que não cometera nenhum crime para se eleger e, sim, a candidata Dilma Rousseff.

É esperado por alguns com uma certa apreensão e preocupação e como certo que um dos ministros  irá pedir vistas ao Processo, sob a justificativa de que irá apreciar com prudência todos os pontos obscuros e polêmicos do processo e a Corte irá se pronunciar num “futuro bem próximo” para retornar as discursões e votação deste Processo de Cassação da chapa Dilma-Temer.

5.Caso o STE decida por cassar a chapa Dilma-Temer, o presidente Temer será afastado do cargo que ocupa imediatamente, e será substituído pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) que terá que promover eleições indiretas no prazo de 30 dias.

Da cabeça de juiz e na roleta do Jogo do Bicho tudo pode acontecer. Da cabeça do juiz pode sair a não punição e não cassar da chapa Dilma-Temer e obrigar o povo a voltar para as ruas e bradar  o Fora Temer e ver a Dilma ser eleita para qualquer cargo eletivo em 2018, por qualquer estado do Brasil, e ir para o Congresso Nacional defender suas falcatruar e passar o resto da vida legislando em causa própria.

No jogo do bicho tudo pode acontecer. Vamos torcer que o bicho que seja sorteado não seja a RAPOSA, porque pode atacar o galinheiro e levar até as penas.

Por outro lado, não pode aparecer a COBRA RAIVOSA, porque nem o Juiz Federal Sérgio Moro ainda teve forças para conter o seu veneno.

Tudo é possível acontecer: Não se deve esquecer que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral é o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, aquele mesmo que citou em um determinado dia um provérbio português, ao ser criticado por um colega do judiciário: “Ninguém se livra de pedrada de doido e de coice de burro”.

Ser criticado ou ser elogiado não faz nenhuma diferença para o presidente do TSE, afirmou certo dia um amigo, ao falarmos sobre as incongruências de Gilmar Mendes, o ministro falastrão e que não tem papa na língua e que tudo pode acontecer.

Antônio de Almeida Sobrinho é graduado em engenharia de Pesca e tem Pós-Graduação, em nível de Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente.

Escreve semanalmente nos seguintes Portais de Notícias:

www.gentedeopiniao.com.br

www.newsrondonia.com.br

www.rondonoticias.com.br

www.emrondonia.com.br

Blogspot Espinha na Garganta.

Fonte: Antônio de Almeida Sobrinho

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias