Domingo, 12 de Abril de 2015 - 15:00 (Colaboradores)

CAMPANHA CONTRA AVANÇO DA MALÁRIA ENCONTRA RESISTÊNCIA EM CANDEIAS

A revelação foi feita pelo secretário de Saúde, Heráclito Duran, durante audiência pública, na Câmara de Vereadores. Segundo ele, ‘ao menos, 45% das famílias resistem às abordagens para prevenção, sobretudo nos casos de malária’.


Imprimir página

Distrito de Triunfo/CANDEIAS – Apesar de ter uma forte representação na parte maior das vagas de vereadores e de ostentar uma das maiores forças políticas locais, o bairro Satélite, na área central do município, ainda lidera o ranking de resistência às campanhas de vacinações para conter o avanço de endemias e doenças do gênero.

De acordo com Duran, ‘os diagnósticos apontam para um aumento considerável, caso a prevenção não seja efetivada a contento’. Ele não quis entrar no mérito da consistência das informações que recebe dos Agentes de Endemias e Comunitários de Saúde’.

Questionado a respeito de um iminente surto da doença, o secretário informou que a maior incidência nos casos de malária ainda ocorre nos bairros Satélite e Santa Letícia, sendo que o primeiro apresenta um quadro preocupante, ele disse em resposta a um presidente de bairro.

Ele também falou sobre a falta de medicamentos nas unidades de saúde municipais. Inicialmente, o secretário negou a falta, porém, num segundo momento, ‘confirmou que alguns remédios faltam, sim’. Contudo, justificou que ‘a falta de matéria-prima prejudica largamente a rede farmacêutica nacional’.

Duran revelou, no entanto, que, na atual administração trabalha com orçamento determinado pelo Plano Plurianual de 2015. Além da compra imediata de remédios, há destinação já assegurada para aquisição de equipamentos e para investimentos na rede municipal de saúde.

Com relação à resistência às campanhas de prevenção da malária, principalmente, no  bairro Satélite, servidores ligados ao ex-secretário de pré-nome Kleber, afirmam que, ‘o número de ACS e de Agentes de Endemias é muito pequeno’.

Essa informação não pode ser confirmada por este veículo com o Secretário-Adjunto, o médico Doutor Sidrônio, responsável pelo Setor de Logística Operacional do Município.

Enquanto isso, no plenário da Câmara, populares ouvidos disseram que, ‘há 23 anos o sistema de borrifação tenta acabar com o mosquito da malaria’. Entra prefeito e sai prefeito, ‘elegemos vereadores e aceitamos, sim, as campanhas de prevenção, mas falta persistência dos agentes públicos’.

Este veículo foi ao bairro Satélite e foi informado que, ‘por aqui, foram eleitos os vereadores Benjamim [O Bejim], Neilton Bento dos Santos [Presidente da Câmara] e João Gadelha’, disseram moradores. Segundo parte deles, ‘os três são suficientes para que as prevenções se tornem permanentes’, arremataram as fontes.   

Fonte: Xico Nery/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias