Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 - 11:17 (Economia)

L
LIVRE

CAIXA ALCANÇA LUCRO DE R$4,1 BILHÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017

Resultado operacional alcança R$4 bilhões, alta de 447,2% em 12 meses


Imprimir página

DESTAQUES NO RESULTADO DO 1S17

LUCRO LÍQUIDO de R$4,1 bilhões é o maior lucro semestral da série histórica da CAIXA.

LUCRO RECORRENTE avança 75,8% em 12 meses.

MARGEM FINANCEIRA aumenta 10,0% em relação ao 1S16.

DESPESA DE PDD recua 3,3% em 12 meses.

RECEITAS COM PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS aumentam 12,5% em 12 meses.

EFICIÊNCIA OPERACIONAL alcança 50,9%, melhora de 2,7 p.p. em 12 meses.

ÍNDICE DE INADIMPLÊNCIA fecha o semestre em 2,51%, queda de 0,7 p.p. em 12 meses.

RESULTADO

A CAIXA atingiu lucro líquido de R$4,1 bilhões no primeiro semestre de 2017, crescimento de 69,2% em relação ao mesmo período do ano passado. No segundo trimestre, o lucro líquido totalizou R$2,6 bilhões, avanços de 62,8% em 12 meses e 73,9% na comparação com o primeiro trimestre desse ano. O resultado recorrente totalizou R$4,9 bilhões no semestre, 75,8% maior que o verificado no primeiro semestre de 2016. O lucro recorrente no segundo trimestre alcançou R$3,2 bilhões, avanços de 93,4% em 12 meses e 92,6% em relação ao primeiro trimestre de 2017.

O resultado operacional alcançou R$4 bilhões no semestre, avanço de 447,2% em 12 meses. No último trimestre, o resultado operacional atingiu R$2,1 bilhões, 474,1% maior que o alcançado no segundo trimestre de 2016.

O aumento no resultado da CAIXA foi gerado pelo crescimento da margem financeira, pela redução nas despesas com provisão para devedores duvidosos, por avanço nas receitas com prestação de serviços e no controle das despesas administrativas e de pessoal.

Em junho, a carteira de crédito da CAIXA alcançou saldo de R$715,9 bilhões, avanço de 3,5% em 12 meses e participação de 22,8% no mercado. O crescimento das operações de habitação, saneamento e infraestrutura, e crédito consignado, foram os principais responsáveis pela evolução da carteira no período.

As operações comerciais com pessoas físicas e pessoas jurídicas totalizaram R$182,7 bilhões, redução de 6,6% em 12 meses, impactadas principalmente pelo segmento pessoa jurídica, que apresentou queda de 10,2% em virtude da menor demanda por crédito.

O índice de inadimplência encerrou o semestre com redução de 0,7 p.p em 12 meses, alcançando 2,51%, permanecendo abaixo da média de mercado de 3,74%.

As receitas com prestação de serviços totalizaram R$6,2 bilhões no trimestre, avanço de 11,3% em relação ao segundo trimestre de 2016. No semestre, as receitas com serviços cresceram 12,5%, totalizando R$12,2 bilhões. Os principais destaques foram as receitas de crédito, administração de fundos de investimento e convênios e cobrança que cresceram, respectivamente, 13,3%, 16,9% e 21,5% em 12 meses.

No primeiro semestre, as outras despesas administrativas recuaram 1,5% em 12 meses, reflexo de ações focadas na melhoria da eficiência operacional implementadas pela CAIXA.

As despesas de pessoal alcançaram R$10,7 bilhões no semestre, avanço de 6,4% em 12 meses, desconsiderando o impacto do Plano de Demissão Voluntária Extraordinária (PDVE) realizado no primeiro trimestre.

O índice de eficiência operacional alcançou 50,9%, melhora 2,7 p.p. em 12 meses. Os índices de cobertura de despesas de pessoal e administrativas registraram 109,8% e 70,5% respectivamente, evoluções de 2,6 p.p e 2,7 p.p. em 12 meses.

Ao final de junho, a CAIXA possuía R$2,2 trilhões em ativos administrados, avanço de 5,8% em 12 meses, com destaque para seus ativos próprios, que totalizaram R$1,3 trilhão, avanço de 5,2% em 12 meses. O índice de Basileia encerrou o período em 14,4%, avanço de 1,6 p.p. em 12 meses. 

CARTEIRA DE CRÉDITO HABITACIONAL CAIXA AVANÇA 7% EM 12 MESES

A carteira imobiliária alcançou saldo de R$421,4 bilhões, aumento de 7% em 12 meses. Os créditos concedidos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) representam R$221,9 bilhões. Já as operações de crédito com recursos da CAIXA, SBPE, apresentam saldo de R$199,5 bilhões. A CAIXA ganhou 1,3 p.p. de participação no mercado imobiliário, mantendo a liderança com 68,1% de participação.

OPERAÇÕES DE SANEAMENTO E INFRA CRESCERAM 5,3% EM 12 MESES

O saldo da carteira de saneamento e infraestrutura alcançou R$79,9 bilhões em junho, alta de 5,3% em 12 meses. Esse segmento continua a ser prioritário para a CAIXA por contribuir para o avanço no desenvolvimento econômico do País, gerando emprego e renda.

POUPANÇA CRESCE 9% EM 12 MESES

O saldo das captações da CAIXA chegou a R$1 trilhão no primeiro semestre de 2017, com crescimento de 8,8% em 12 meses. A evolução no saldo foi influenciada, principalmente, pelos acréscimos de 19,4% em depósitos a prazo, 13,9% nos depósitos à vista e 9% nos depósitos de poupança.

TRANSFERÊNCIA DE BENEFÍCIOS

Até junho de 2017, foram pagos cerca de 78,5 milhões de benefícios sociais, correspondendo a R$14,2 bilhões. O Bolsa Família pagou cerca de 75,5 milhões de benefícios no período, totalizando R$13,7 bilhões.

Em relação aos programas voltados ao trabalhador, a CAIXA foi responsável por realizar 196 milhões de pagamentos de benefícios, que totalizaram R$176,6 bilhões. Entre eles o Seguro-Desemprego, Abono Salarial e PIS corresponderam a R$27,8 bilhões.

A CAIXA também realizou 33,7 milhões de pagamentos de aposentadorias e pensões aos beneficiários do INSS, que totalizaram R$40,7 bilhões.

A arrecadação do FGTS atingiu R$62,1 bilhões e os saques R$108,2 bilhões, incluindo os saques das contas inativas. Em junho de 2017, o Fundo era composto por 119,5 milhões de contas.

CAIXA POSSUI 58,3 MIL PONTOS DE ATENDIMENTO E 84,1 MILHÕES DE CLIENTES

Ao final de junho, a CAIXA possuía 84,1 milhões de correntistas e poupadores dos quais 82,1 milhões de pessoas físicas e 2 milhões de pessoas jurídicas.

A rede de atendimento da CAIXA possui 58,3 mil pontos de atendimento. São 4,2 mil agências e postos de atendimento, 23,5 mil correspondentes CAIXA Aqui e lotéricos, e 30,5 mil máquinas distribuídas nos postos e salas de autoatendimento.

Fonte: 010 - Imprensa Caixa

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias